Exercitando o cérebro

Exercitando o cérebro

Quando ouvimos a palavra "exercício" é comum pensarmos em atividades físicas, como a caminhada, natação e musculação. Isso porque muitas pessoas se preocupam com a melhoria do corpo por meio dessas atividades. Só que uma parte importantíssima acaba às vezes esquecida: o cérebro. Mas será que ele também pode melhorar quando é exercitado?

"Sim, mas não existe um único exercício que baste para melhorar tudo. Dois princípios básicos de funcionamento do cérebro são que partes diferentes têm funções diferentes, e cada uma delas tem seu funcionamento aperfeiçoado conforme o uso", responde a neurocientista Suzana Herculano-Houzel.

Ela explica que o cérebro tem capacidade de expansão, o que permite o aperfeiçoamento da mente. "O cérebro tem uma capacidade incrível de aprender, de se aperfeiçoar, conforme é usado - ao contrário de um computador, que só faz piorar. Até a memória melhora com a prática: quanto mais se usa a memória, melhor ela fica. O mesmo vale para a atenção, a linguagem, a capacidade de raciocínio lógico, de planejamento, de visualização espacial", diz.

E o que faz o cérebro melhorar? A prática, claro. De acordo com a neurocientista, "quanto mais se usa o cérebro, melhor ele fica". Ou seja, se uma pessoa exercitar o raciocínio, terá mais facilidade para resolver situações práticas após algum tempo.

São muitos os benefícios dessas atividades cerebrais. "Além de melhores capacidades mentais (de raciocínio, memória, atenção, linguagem - enfim, o que for exercitado), a atividade mental rica é um dos maiores fatores de proteção contra o declínio cognitivo com o envelhecimento normal. E também contra o declínio pronunciado nas doenças degenerativas do cérebro. Sem falar que, quem mantém sua mente exercitada ganha em autoconfiança, auto-estima, e em qualidade de vida, ao se sentir melhor e mais capaz", afirma Suzana.

Ai vão algumas sugestões para você exercitar sua mente:

- Trava-línguas

- Exercícios visuais (como aquele em que as letras aparecem embaralhadas)

- Problemas de matemática, para desenvolver o raciocínio lógico

- Jogos da memória

- Exercícios de repetição com música (para a memória)

- Leitura (amplia a quantidade de informações armazenadas)

Em breve será lançado na internet um programa de exercícios chamado Cérebro Melhor (www.cerebromelhor.com), que propõe a combinação de diferentes exercícios mentais. Por enquanto, você pode exercitar a memória, raciocínio lógico, aprendizado... Enfim, todas as partes de seu cérebro e observar as melhorias. Afinal, a mente também merece cuidados, tanto quanto o corpo, para que a vida fique mais saudável.


Quem quiser conhecer melhor o trabalho de Suzana e ler mais sobre o cérebro, pode acessar www.suzanaherculanohouzel.com

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente