Exames de rotina indispensáveis para a mulher

Exames de rotina indispensáveis para a mulher

Exames são fundamentais para prevenir doenças e fazer diagnósticos precisos. Porém, na opinião do clínico geral e geriatra Paulo Camiz - médico do AvalDoc, uma consulta bem feita é tão ou mais importante do que fazer exames.

"Enquanto conversamos com os pacientes, perguntando sobre sua profissão, hábitos alimentares, exposição a malefícios como tabagismo e consumo de álcool, histórico familiar e outros, já estamos investigando e identificando possíveis fatores de risco que serão o ponto de partida para a realização de exames, se for o caso", justifica ele. Isto já é tendência na medicina: investigar a saúde - ou possíveis doenças - dos pacientes a partir de encontros periódicos com os médicos.

Camiz, que é professor de Clínica Geral do Hospital das Clínicas de São Paulo, diz que, do ponto de vista populacional, não há nenhum exame preventivo necessário na infância ou na adolescência - a não ser que haja alguma queixa específica. "Nessa faixa etária, ir ao médico periodicamente - uma vez ao ano - ou quando houver algum tipo de queixa já é suficiente", afirma.

Quando se inicia a vida sexual ou a partir dos 35 anos, uma rotina básica de exames já é necessária. A seguir, o médico explica quais são os principais:

A população feminina, em geral, têm uma saúde melhor que a dos homens. Isso pode ser explicada pelo fato do acompanhamento periódico que elas realizam junto ao ginecologista desde jovens.

Por isso, incentiva os homens a também terem essa atitude. "Ir ao médico uma vez ao ano - ou com intervalos ainda maiores, se estiverem saudáveis - garante um bom monitoramento da saúde. O clínico geral está apto a resolver 99% dos problemas de homens e mulheres", salienta.

As mulheres devem fazer o Papanicolau depois do início da atividade sexual, e uma avaliação do colesterol, a partir dos 35 anos, anualmente. A partir dos 45 anos, devem avaliar anualmente o nível de glicose também. "Fatores como sedentarismo, obesidade ou disfunções endócrinas podem justificar outros exames, em idade menor. A menopausa precoce também deve antecipar esses cuidados", pondera o médico.

A partir dos 50 anos, as mulheres devem, ainda, se submeter a exames para detectar câncer de mama e o câncer no intestino grosso. Ecocardiograma, eletrocardiograma e outros também devem ser realizados apenas se houver algum fator de risco.

Para finalizar, fica a dica: "orientações sobre como manter uma vida saudável, com atividade física constante, boa alimentação e vacinação de adultos - contra gripe e tétano - são mais impactantes que realizar exames a todo momento", analisa o médico.

Por Jessica Moraes

Comente