Evite os pelos encravados

Cuidados para evitar pelos encravados

Foto: Dreamstime

O cuidado com a remoção dos pelos é essencial para evitar problemas com os pelos encravados. O especialista Fernando Sperandeo de Macedo, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo (SBD-SP), dá dicas de cuidados e alerta para o momento da depilação.

O médico lembra que existem duas formas de pelos encravados e que ambas possuem tratamento. "A pseudo-foliculite ,ou falsa foliculite, é caracterizada pelo trauma do folículo, pequena cavidade que abriga os pelos, mas que não está associada a um processo de infecção por bactérias ou até fungos. Já na foliculite ocorre infecção, geralmente, por bactérias, agravando-se com a formação de pus", explicou o dermatologista.

É frequente que as mulheres tenham em áreas como as axilas, pernas e virilha e, os homens, na região da barba. O que causa o problema normalmente é a tentativa do folículo de sair para o exterior da pele ou o atrito com roupas muito justas ou até mesmo pode depender do processo de depilação utilizado.

Segundo o médico, medidas paliativas podem minimizar o aparecimento de pelos encravados pelo corpo. "Para as mulheres, é importante observar qual o tipo de método depilatório (cera, lâmina ou cremes) irrita menos a pele. A escolha do melhor método varia de acordo com cada indivíduo e seu tipo de pele", esclareceu.

O médico indica que é importante higienizar a pele antes de depilar, lavando com água e sabonete ou, até mesmo, utilizando cremes anti-sépticos e loções calmantes após o procedimento. Ele indica ainda que procure-se usar roupas de algodão e que não sejam muito apertadas para evitar o surgimento dos pelos na região da virilha.


Se ainda assim os pelos encravados insistirem em aparecer procure a ajuda de um dermatologista que deverá orientar o uso de medicamentos tópicos ou por via oral.

Por Catharina Apolinário

Comente