Dormir pouco favorece a obesidade, diz estudo

obesidadesono

Foto - Shutterstock

Para muitas pessoas a obesidade está associada à má alimentação e sedentarismo. Entretanto, o que muitas não sabem é que a obesidade pode estar relacionada com o sono. Um novo estudo da Universidade de Washington apontou que se o indivíduo dorme menos do que sete horas os traços genéticos são afetados e o organismo passa a ficar mais propenso ao aumento de peso.

Segundo a Dra. Suzete Motta , médica nutróloga com formação em medicina esportiva, as alterações nos hormônios podem contribuir para o aumento do apetite. "Os níveis de hormônios como grelina, responsável por controlar a fome sobem e os de leptina que atuam no apetite e no gasto de energia tende a diminuir durante a privação de sono. Se o indivíduo não manter uma alimentação adequada ele pode ganhar peso com mais facilidade",explica.

O indivíduo que tem dificuldades em dormir também apresenta mais fadiga, pouca disposição e não pratica atividade física. De acordo com a psicóloga Rosana Cunha, manter hábitos saudáveis favorece a redução do peso e ajuda a manter a disposição.

"É importante vencer o cansaço, praticar atividade física mesmo estando exausto e com sono. Dessa forma, você irá gastar energia e quando chegar à noite irá conseguir dormir, pois teve um dia cheio de atividades",diz.

Se já está comprovado que o sono interfere sim na obesidade, pense duas vezes antes de deixar a preguiça tomar conta de você. "Procure ajuda de profissionais para conseguir lidar com as questões psicológicas e físicas. Lembre-se que dormir bem é uma questão de saúde.", aconselha Rosana.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: obesidade sono