Dia Nacional do Doador de Medula Óssea

Dia Nacional do Doador de Medula Óssea

No dia 6 de outubro é comemorado o Dia Nacional do Doador de Medula Óssea e a melhor forma de celebrar essa data é se tornando um doador voluntário.

A coleta da medula óssea não prejudica a saúde do doador, pois a medula se refaz em semanas. Depois de seis meses é possível fazer nova doação.

A Associação da Medula Óssea de São Paulo, AMEO, uma das responsáveis pelas campanhas realizadas no Estado de São Paulo, ensina o passo a passo para se tornar um doador:

- Procure na sua cidade um hemocentro ou hemonúcleo autorizado e cadastre-se. Participar das campanhas também é um ótimo caminho.

- Ter entre 18 e 54 anos;

- Estar em bom estado de saúde;

- Não precisa estar em jejum e nem agendar o cadastro;

- O cadastro consiste no preenchimento de uma ficha de identificação e na coleta de um simples exame de sangue para o teste de compatibilidade (tipagem HLA);

- Seus dados e sua tipagem HLA serão cadastrados no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME);

- Quando aparecer um paciente com a medula compatível com a sua, você será chamado;

- Novos testes sanguíneos serão necessários para a confirmação da compatibilidade;

- Se a compatibilidade for confirmada, você será consultado para decidir a doação;

- Seu atual estado de saúde será então avaliado.


As dúvidas mais freqüentes é se diabéticos e hipertensos podem doar e a resposta é sim. E também não precisa ter um peso mínimo, como para os doadores de sangue.

Por Jessica Moraes

Comente