Desafio de largar o cigarro em reality blog

Desafio de largar o cigarro em reality blog

As mulheres sabem na ponta da língua as conseqüências do fumo. Aumento das chances de derrame, infarto, aneurisma e, durante a gravidez, abortos e nascimento de bebês prematuros. Mesmo assim, muitas delas não conseguem largar de vez o vício. E dizem que é algo mais difícil do que se imagina.

Mas compartilhar isso amigos pode trazer motivação suficiente para superar esse desafio. Assim como mulheres se juntam para emagrecer e dividem isso com as amigas, três publicitários reuniram esforços para juntos parar de vez de fumar. A empreitada começou há oito semanas, isso no dia dois de agosto, e pretende se estender para a vida toda, pelo menos é o que eles querem. Mas até meados de novembro, quando eles completarem 14 semanas, eles têm o compromisso de não colocar um único cigarro na boca.

A experiência está sendo compartilhada no reality blog "Parar de fumar dá trabalho". A ideia começou por acaso entre Fernando Christo, Ilana Stivelberg e João Bruno, quando os três profissionais tinham a tarefa de criar uma campanha online para pessoas que desejam parar de fumar. Sensibilizados com a causa, eles resolverem unir o útil ao agradável e abandonar o cigarro.

Munidos de câmeras digitais, eles revelam no reality suas angústias e vitórias. Fernando, por exemplo, que tem 24 anos e fuma desde os 17, chegou a conclusão de que o efeito relaxante do cigarro é pura ilusão. "Fumar, na verdade, tem o efeito totalmente oposto, aumentando os níveis de stress em longo prazo. Em outras palavras: quem fuma precisa continuar lidando com a ansiedade entre um cigarro e outro. Já quem consegue largar o cigarro, ganha uma liberdade maior em relação ao desejo pela nicotina, acabando de vez com essa fonte de stress", comenta.

No início, Ilana, 20, que fuma há dois anos e usa o cigarro como válvula de escape diante das tensões do trabalho e da faculdade teve uma recaída logo no início. "Foi uma claustrofobia no bar que me levou a querer respirar lá fora, não tinha fila e aí… não resisti. Mas não foi tão bom, enjoei". Mas parece que agora ela resiste bravamente, principalmente na terrível TPM. "Coincidência ou não, sempre foi na TPM que mais fumei. Hoje procuro me livrar dela fazendo coisas que eu gosto: cinema, música, sair com as amigas", desabafa.

Já João, 28 anos, colocou o primeiro cigarro na boca aos 12 anos. Para ele, a famosa pausa no trabalho para fumar traz desvantagens não só à saúde. "Percebi que gastava quase uma hora do meu expediente diariamente descendo para fumar. Concordo que uma pausa para o cigarro em um dia estressante é quase o paraíso, mas acredito que um fumante aos olhos do seu chefe é desfavorecido caso haja uma promoção algum dia na equipe", aponta.

O reality também mostra as vantagens econômicas de parar de fumar. Em 58 dias, Ilana já economizou R$ 65,25, já os homens economizaram menos, R$ 38,15. A publicitária chegava a fumar cinco cigarros por dia.


"Nós sabemos que o maior combustível de quem quer parar de fumar é a própria vontade. Com esse blog, queremos identificar quais são as barreiras de quem quer parar e mostrar que elas estão presentes no caminho de todo mundo que encara esse desafio, mas que podem ser vencidas," destacam os participantes. Boa ideia para passar adiante, não?

Por Juliana Lopes

Comente