Cuidados com os óculos 3D

Cuidados com os óculos 3D

Ver uma produção cinematográfica através de uma tela de cinema sem dúvida é mais emocionante do que na TV da sua casa. E a ficção vem se tornando ainda mais "real", com a chegada dos óculos 3D nas salas das grandes redes.

Isso acontece porque a tecnologia de terceira dimensão dá a impressão de uma profundidade real, ao contrário do que ocorre no telão convencional. Mas a diversão, às vezes, prejudica os olhos. "O que ocorre é que o cérebro funde as imagens captadas por cada olho. Com o recurso dos óculos especiais distribuídos no cinema, as imagens projetadas são isoladas e ampliadas. Isso exige um esforço muscular, ainda mais quando a capacidade de visão de cada olho é diferente uma da outra. O incômodo não é regra, mas ele acontece em casos pontuais. Algumas pessoas relatam dores de cabeça, enxaquecas, enjôos e tonturas após o uso dos óculos", explica o oftalmologista Virgilio Centurion, diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

Mas o especialista esclarece que os óculos 3D não chegam a causar problemas de visão, às vezes servem de alerta para um problema já latente, como por exemplo, um vício de refração (miopia, hipermetropia ou astigmatismo). "Dores de cabeça e a sensação de vista cansada, sintomas apresentados pelo espectador durante o filme, podem ser decorrentes de algum problema de visão já existente e ainda não diagnosticado", confirma Centurion, que recomenda buscar um profissional nos casos citados acima.

Já a oftalmologista Fernanda Takay também alerta para o risco de transmissão da conjuntivite através do 3D, afinal, os óculos geralmente devem ser pessoais e não passar de mão em mão, pois ao falar, tossir, nós expelimos gotículas de secreção que respingam nos óculos. "Isso sem falar nas mãos contaminadas que os pegam, pois nem todos os usuários do cinema obedecem aos cuidados de higiene recomendados, após tocarem em botões de elevador, manusearem dinheiro, maçanetas de carros e portas", esclarece. Com as mãos sujas, as pessoas coçam os olhos e assim contraem uma conjuntivite, essa se espalha através dos óculos 3D, que são de uso coletivo.

Takay explica que a conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, uma membrana delgada e transparente que reveste a parede do globo ocular e das pálpebras. Em geral, a doença acomete os dois olhos, perdura de uma semana a 15 dias, mas não costuma deixar seqüelas.


Sendo assim, Centurion faz um alerta. "Ao receber os óculos e antes de colocá-los, é preciso fazer uma limpeza com um lenço de papel e álcool em gel, pois nem sempre os cinemas tomam este cuidado. O ideal seria que estes óculos já tivessem seu preço embutido no valor do ingresso. Estes produtos deveriam ser descartáveis", defende. Enquanto isso não acontece, o melhor mesmo é se prevenir com simples medidas, e curtir os lançamentos sob outro ponto de vista. Quem usa óculos convencionais e lentes de contato deve colocar o 3D por cima, por mais que possa parecer estranho.

Por Juliana Lopes

Comente