Cuidados com os inseticidas

cuidados com os inseticidas

Os pesticidas domésticos são aqueles produtos aerosóis vendidos em supermercados, mas nem por isso devemos nos despreocupar com seus efeitos nocivos para saúde. Os inseticidas contém substâncias tóxicas que podem ser prejudiciais também aos seres humanos, e não somente aos insetos.

Os rótulos de produtos à base de organofosforados, por exemplo, informam apenas que tais substâncias são inibidoras da colinesterase, o que não diz muito ao consumidor que fica sem saber quais os sintomas da intoxicação aguda: suor, tontura, cólicas abdominais, visão turva, vômito, dificuldade respiratória e até convulsões.

Mesmo assim é importante sempre ler o rótulo, pois neles existem advertências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, no que diz respeito ao seu manuseio dentro de casa. Seguem outras recomendações básicas de como lidar com os inseticidas:

- Leia com atenção o rótulo, principalmente o prazo de validade e as instruções de uso, dando preferência para o produto que trouxer informações mais completas.

- Dê preferência para as que têm tampa com dispositivo de travamento à prova de crianças.

- Observe sempre se as embalagens não estão violadas.

- Prefira os que têm cheiro de inseticida, e não teor aromático. Motivo: o cheiro forte faz com que você não exagere na quantidade de inseticida e ventile logo o ambiente.

- Nunca aplique em locais que serão ocupados por pessoas asmáticas ou com outras doenças respiratórias. Ingredientes como a piretrina tambémpodem desencadear reações alérgicas.


- Lave bem as mãos depois da manipulação de inseticidas ou repelentes.

- Abra as janelas depois da aplicação para arejar e ventilar o ambiente.

- Guarde os produtos fora do alcance de crianças e animais. Nunca aplique na presença deles.

- Separe as embalagens usadas para a coleta especial, sem risco de contaminar o meio ambiente.

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: saúde intoxicação inseticidas