Cuidado, você pode estar desidratada

Mantenha a hidratação do corpo

Foto - Shutterstock

O corpo humano é composto por cerca de 60% de água. Considerando que você utiliza essa substância em todos os processos fisiológicos do organismo - desde a filtragem do sangue e eliminação de toxinas, até mesmo para o equilíbrio da temperatura corporal - não precisaria de muito esforço para ficar desidratada, não é mesmo?

Sem água para manter seu organismo funcionando você fica mal-humorada, cansada, pode ter problemas de concentração e outros inconvenientes.

Confira aqui alguns fatores que podem te levar a perder mais água do que você gostaria.

Treinos

Desidratação pós-treino não é problemas somente de atletas profissionais. Se você sua mais do que repõe líquidos, você pode ficar desidratada.

Diabetes

A matemática é simples: quando o nível de açúcar no sangue aumenta, o nível de água diminui. Isso porque o corpo tenta "se livrar" do excesso de glicose, levando ao aumento da produção de urina e maior eliminação de líquidos. Se você vai muito ao banheiro ou sente sede frequentemente, pode ser sinal de desidratação.

Remédios

Alguns medicamentos agem como diuréticos (como no caso de remédios para controlar a pressão) e fazem com que você elimine muito mais água que o normal. Outros tipos de fármacos podem causar reações adversas, como diarréia e vômitos e, consequentemente, te deixar desidratada.

Consumo de álcool

Beber faz você ir mais vezes ao banheiro - mesmo que seja só algumas cervejinhas naquela happy hour de sexta-feira. O álcool inibe o hormônio antidiurético ADH, que tem como função impedir o envio de água direto para a bexiga - sem ser aproveitada para o próprio corpo. O resultado pode ser uma desidratação.


Por Tissiane Vicentin

Comente

Assuntos relacionados: saúde desidratação