Cuidado com a leishmaniose

leishmaniose canina

Atualmente vêm se constatando casos de leishmaniose em cidades brasileiras. Recentemente uma garota de sete anos morreu em Bauru (SP) em virtude da doença. Mas o que é leishmaniose?

Leishmaniose é uma doença não contagiosa causada pelo protozoário Leishmania, um parasita que invade o organismo e se reproduz das células do sistema imunológico.

A doença é trasmitida por algumas espécies de mosquitos, conhecidos como mosquito palha ou asa dura. Mas além dos repelentes, é necessário tomar precauções em relação ao animais, principalmente cachorros e vira-latas possíveis transmissores desse parasita.

Os sintomas geralmente são febre contínua, tosse e fraqueza. O diagnóstico da doença é feito a partir de exame de sangue. Já o tratamento é feito com medicamentos e deve ser sempre acompanhado por um médico.

Nos cães, a doença, conhecida como leishmaniose canina, pode ser notada quando os animais deixam de praticar suas atividades normalmente, apresentando fraqueza e desânimo.

Outros sintomas são emagrecimento, vômitos, queda de pêlos, febre, crescimento das unhas e feridas no focinho, nas orelhas e nas patas. Nesses casos, é fundamental buscar a orientação de um veterinário.


Pela gravidade da doença, é preciso estar atento à atual situação dos animais abandonados, pois esse é um problema não só de saúde pública, é também ambiental.

Por Jessica Moraes

Comente