Controle a ansiedade!

Controle a ansiedade

A teoria psicológica ajuda a identificar os sintomas, porém muitas vezes é necessária a intervenção de um psicoterapeuta ou psiquiatra, para obter um controle adequado sobre a ansiedade. Veja sete considerações sobre ela:

1- Definição

Ansiedade é um estado emocional com componentes psicológicos e fisiológicos que pode estimular o desenvolvimento humano. Ela se torna um distúrbio quando mostra-se desproporcional à situação que a origina, ou quando não existe um motivo específico para o seu surgimento.

2- A raiz da ansiedade

Desde o nascimento, o ser humano é colocado face a face com as limitações de seus poderes. Essas limitações e vulnerabilidades fazem parte da própria condição humana e são as fontes universais de toda a ansiedade posterior. Exemplo: ao sentir fome ou sede, o bebê sente ansiedade até que seja satisfeito.

3- Ansiedade patológica

A ansiedade patológica é uma questão de quantidade, e não de qualidade. É um determinado grau de ansiedade que passa a ser evidenciado por sintomas de sensação dolorosa e desconfortável, como um mecanismo de alarme.

4- Conseqüências da ansiedade patológica

A ansiedade patológica prejudica o indivíduo, compromete seu bem estar e seu desempenho e dificulta sua preparação para enfrentar adequadamente situações ameaçadoras do cotidiano.

5-Transtornos alimentares relacionados à ansiedade

Anorexia nervosa; bulimia nervosa; transtorno alimentar noturno; comer compulsivo, entre outros.

6- Ação da serotonina

O ato de comer é afetado por substâncias químicas presentes no cérebro que regulam o estado emocional. A serotonina é alterada pelo estado de ansiedade, fazendo com que o cérebro aumente o desejo de ingerir carboidratos, na tentativa de regular o quadro afetivo, podendo causar ingestão alimentar excessiva e até obesidade.

7- Exercícios físicos e redução da ansiedade

Exercícios físicos regulares liberam substâncias como a endorfina, que aumentam a disposição geral, trazem sensação de bem estar, reduzem o estresse diário e ajudam a diminuir a tensão e a ansiedade.

Por Flávia Leão Fernandes

Psicóloga - CRP 06/68043

Comente

Assuntos relacionados: saúde ansiedade