Conheça a síndrome de quem dorme em excesso

Conheça a síndrome de quem dorme em excesso

Um distúrbio raro, que faz um indivíduo dormir de 16 a 24 horas seguidas. Essa é a síndrome de Kleine-Levin, uma desordem no sono que não tem cura, da qual a pessoa acorda sem se lembrar de nada e geralmente com muita fome.

A síndrome de Kleine-Levin ocorre mais em adolescentes e em especial do sexo masculino.

A doença é tão rara que um dos maiores problemas dos especialistas é a falta de pacientes para estudo, mas a ciência já tem algumas hipóteses.

Uma das teorias mais prováveis seria de que existiria uma disfunção em uma região do cérebro conhecida como hipotálamo, estrutura envolvida com as funções neuro-vegetativas, incluindo o sono, as funções sexuais e o apetite.

A síndrome se dá por crises de sono, sendo que existem fases de uma vida normal, fora das crises, em que o paciente costuma ter uma vida mais normal.


O tratamento, apesar de até hoje não ter uma versão definitiva, é baseado em estimulantes centrais, antidepressivos, lítio e antagonistas da serotonina, que diminui em parte o sono excessivo dos pacientes.

Os estudos mostram que a doença desaparece sozinha depois de 10 ou 12 anos. A ciência ainda não conhece a causa da doença e nem sabe por que ela desaparece tão misteriosamente quanto surge, mas ainda busca uma possível cura.

Por Jessica Moraes

Comente