Como equilibrar seu organismo

equilibrar organismo

O metabolismo de cada pessoa é único e pessoal, tem regência genética e pode ser modificado conforme o estilo de vida de cada um para melhor ou para pior.

Não há maneira de modificar os fatores como idade, sexo e predisposição genética, mas podemos fazer que ele trabalhe a nosso favor numa boa.

Como há perda muscular a partir de 23 anos aproximadamente, o contrário pode ser feito, para manter ou adquirir massa muscular, de preferência de modo natural, ou seja, com musculação.

O “efeito sanfona” também pode ser evitado com um firme propósito de emagrecer e manter-se no novo peso no mínimo pelo dobro de tempo que levou para atingi-lo.

Se emagrecer em três meses, deve-se ficar no mínimo seis meses no mesmo peso. Isso ajuda a estabilizar o metabolismo no novo peso e evita aquela lembrança do maior peso já atingido. Essa regra do dobro do tempo é empírica e é o mínimo tempo, o ideal é ficar o máximo possível no novo peso, por exemplo, dois anos ou mais.

Para efetivar a regra citada é bom pensar que emagrecer é um processo que envolve a manutenção do novo peso. É preciso contar com isso.

Outro fator que colabora com o metabolismo é a ingestão de líquidos. É aconselhável beber no mínimo dois litros de água diariamente para manter o corpo hidratado. A falta de líquidos diminui a eficiência do metabolismo. Além disso, o corpo estando hidratado, mantém a pele em boas condições.

Medicamentos que prometem aceleração do metabolismo não são bem aceitos porque seus efeitos colaterais são maiores que os benefícios. O mesmo raciocínio se faz para bebidas ricas em cafeína ou alimentos condimentados.

Comer pouco e várias vezes ao dia ajuda o metabolismo. Ficar sem o café da manhã é o mesmo que deixar o metabolismo ainda dormindo. Nenhuma refeição deve ser evitada.

Infelizmente alguns medicamentos para doenças crônicas ou problemas psiquiátricos podem interferir no processo metabólico.

Durante o emagrecimento o corpo se acostuma com a redução de alimentos e fica mais econômico no gasto calórico.

Um fator interessante e desagradável para as mulheres é que elas perdem peso em menor velocidade que os homens, devido a diferenças de hormônios, a quantidade músculos, a tendência da mulher em acumular gordura para garantir o funcionamento hormonal e fortalecer a fertilidade.

Quem estiver ou for iniciar um processo de emagrecimento deve observar essas orientações para que seja mais eficiente e saudável.

Por Dr. José Rui Bianchi

Médico psiquiatra e Autor do livro

"Emagrecer também é Marketing" - DVS Editora

Comente