Cirurgia Plástica exige cuidados com a mente

A decisão deve ser tomada com cautela
cirurgia-plastica

Foto - Shutterstock

O número de cirurgias plásticas está crescendo cada dia mais no Brasil. Muito disso se deve a maior segurança e as inúmeras opções de procedimentos de beleza que podem ser realizados. Embora as cirurgias plásticas sejam eficazes, elas não adiantam se o próprio paciente não se conscientizar de que, para que tenha o visual desejado, precisa se dedicar a isso também de outras formas não cirúrgicas.

O Dr. Alderson Luiz Pacheco, cirurgião plástico da Clínica Michelangelo, de Curitiba, PR, lembra que para aumentar as chances de obter resultados satisfatórios e garantir a saúde do organismo é essencial ter alguns cuidados tanto antes e quanto depois de qualquer procedimento.

 “Mais que exames clínicos com bons indicadores, o paciente deve ter uma mente saudável. Dismorfismo corpóreo, percepção de uma anormalidade que outras pessoas não conseguem ver, depressão, problemas psicológicos e condições que tornem o procedimento cirúrgico e a anestesia arriscados são outros fatores que fazem com que o procedimento seja contra-indicado”, exalta.

Para evitar que haja esse tipo de desentendimento, o paciente deve conversar anteriormente com o médico e esclarecer todas as suas dúvidas – e o médico deve analisar se esse é um caso de cirurgia plástica. “A decisão deve ser tomada com cautela, jamais por impulso ou em um momento em que as emoções estão mais intensas. As mudanças no estilo de vida são essenciais e devem começar antes mesmo de marcar a data da cirurgia”, enfatiza Pacheco.

A boa alimentação, a prática diária de exercícios físicos e o abandono de vícios como tabaco e álcool são importantes para garantir uma melhor recuperação no período pós-operatório – e, consequentemente, um melhor resultado do procedimento. “Todas as orientações dadas pelo médico devem ser seguidas a risca.

Os cuidados ajudam a evitar inflamações, inchaços e outras complicações, como o rompimento de pontos e problemas na cicatrização, por exemplo”, lembra o cirurgião. Depois disso,  é recomendado procurar manter sempre uma dieta equilibrada e, assim que puder, voltar a fazer atividades físicas.

Dependendo do procedimento feito, pode ser necessário o auxílio de tratamentos estéticos para um melhor resultado, como as drenagens linfáticas, por exemplo. 


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: cirurgia plástica