Ciência pode estar mais perto da cura do câncer

A ciência acaba de dar um grande passo: pesquisadores podem ter descoberto forma de reverter células cancerígenas. Entenda.

Anualmente, o câncer vitima cerca de 7,6 milhões de pessoas pelo mundo. Foto: Reprodução/hypeness

Todos sabemos que o câncer é uma doença agressiva e grave, e que, infelizmente, tem feito 7,6 milhões de vítimas por ano. Sim, os números são assustadores, mas, ao que parece, esta triste realidade pode estar com os dias contados. 


Cientistas da Flórida podem ter descoberto uma forma de reverter células com câncer em células saudáveis. Além disso, os pesquisadores da Mayo Clinic encontraram uma forma de impedir o crescimento das células cancerígenas.

Após estudos, eles descobriram que pequenas moléculas chamadas de microRNAs contém o "freio" que pára o crescimento das células normais. Quando os microRNAs entendem que é hora de parar de multiplicar células, eles estimulam a produção da proteína chamada de PLEKHA7, que bloqueia a multiplicação.

Foto: Reprodução/mayoclinic

A partir desta descoberta, os cientistas injetaram microRNAs em células cancerígenas e, para a surpresa deles, conseguiram parar a produção de célular doentes, ou seja, células com câncer.

“As células [cancerígenas] já não têm mais o PLEKHA7. Ao restaurar o nível de PLEKHA7 ou de microRNAs nessas células, elas voltam a ser benignas e param de se multiplicar", afirmou o professor que está à frente da pesquisa, doutor Panos Anastasiadis, ao Telegraph UK.

Resumidamente, parece que a ciência acaba de criar um freio para a multiplicação do câncer. "Agora, nós estamos trabalhando em formas melhores de entregar essa solução”, finalizou o professor doutor Anastasiadis.

Por Lívia Duarte

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?