Casais estressados, crianças com insônia

Estresse no casamento afeta o sono dos filhos

Casais que têm problemas de relacionamento podem ter filhos com problemas para dormir. E isso também pode ter impacto a longo prazo, na idade escolar. É o que diz estudo da Universidade do Estado de Oregon, publicado no periódico especializado Child Development.

A instabilidade entre casais quando a criança tem nove meses influencia o sono do bebê aos 18 meses, incluindo dificuldade para dormir e se manter dormindo.

"Se o problema do sono persistir, pode acarretar em problemas na escola, de falta de atenção e comportamento", diz Anne Mannering, uma das pesquisadoras.

Segundo ela, os pais devem estar cientes de que o estresse no casamento pode afetar a criança, mesmo quando ela é bem pequena.

Para Anne, as brigas dos pais influenciam o sono infantil muito mais cedo do que já havia sido provado anteriormente. Já o inverso não foi provado pelos pesquisadores: os problemas do sono das crianças não indicam instabilidade conjugal.

Este é o primeiro estudo a mostrar uma ligação entre problemas conjugais e o sono das crianças eliminando a possibilidade de haver uma relação genética entre as duas coisas.

Os pesquisadores entrevistaram mais de 350 famílias com filhos adotados. Para ranquear o estresse entre o casal, os pesquisadores pediram que os pais respondessem, de um a quatro, algumas questões, como "Você já pensou em se divorciar?".


Predominavam casais de classe média, brancos, de boa educação e haviam adotado o filho nos primeiros três meses de vida da criança. Agora os pesquisadores estão investigando se a relação entre a instabilidade conjugal e problemas do sono infantil persiste após os dois anos de idade, e o papel que a relação dos pais com os filhos poderá ter nessa associação.

Por Jessica Moraes

Comente