Carne vermelha aumenta risco de diabetes

Carne vermelha aumenta risco de diabetes

Comer uma porção diária de carne vermelha - ou duas fatias de toucinho ou até mesmo uma salsicha - aumenta significativamente o risco de diabetes tipo 2, alertou um amplo estudo feito nos Estado Unidos e publicado recentemente na revista online American Journal of Clinical Nutrition.

O risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumenta 51% se forem consumidas 50 gramas de carne vermelha processada por dia, e 19% se forem ingeridas 100 gramas diárias de carne vermelha não processada, informaram os pesquisadores do estudo.

No entanto, estes riscos diminuem se a carne vermelha for substituída por frutas secas, carnes brancas, lácteos pobres em gordura ou proteínas de grão inteiro, acrescentaram os especialistas.

Se uma pessoa que consome 100 gramas de carne vermelha todos os dias e substitui por frutas secas para obter a mesma quantidade de proteínas, diminui em 17% o risco de diabetes. Este número aumenta para 23% se forem consumidos cereais integrais.

De acordo com o autor principal do estudo, Frank Hu, professor de nutrição e epidemiologia, o estudo mostra uma questão de saúde pública.


A boa notícia é que estes fatores de risco preocupantes podem ser compensados, substituindo a carne vermelha por uma proteína mais saudável.

O diabetes tipo 2 afeta 350 milhões de adultos em todo o mundo. A diabetes tipo 2 é uma doença crônica que implica em elevados níveis de açúcar no sangue, frequentemente causada por obesidade, sedentarismo e hábitos alimentares pouco saudáveis.

Por Jessica Moraes

Comente