Bolsas têm mais germes do que vasos sanitários

Bolsas têm mais germes do que vasos sanitários

Foto: Fabrice Lerouge/Onoky/Corbis

Se essa constatação não tivesse respaldada por um estudo, seria difícil de acreditar. A bolsa, nossa amiga inseparável do dia a dia, possui mais micróbios do que os vasos sanitários públicos!

O estudo desenvolvido pela empresa britânica Initial Washroom Hygiene, especializada em limpeza de banheiros públicos, revelou que, entre os itens que levamos na bolsa, os campeões em germes são os cremes para as mãos, os batons e os estojos de maquiagem.

Entre os tecidos das bolsas o mais propenso a acumular bactérias é o couro, por conta da sua textura esponjosa. E sabe qual parte da bolsa carrega mais bactérias? Ela, a alça!

Segundo o especialista em Virologia Maulori Cabral, também professor do Instituto de Microbiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a notícia tem fundamento. Além de termos a mania de deixar a bolsa em qualquer lugar, trannsferimos as bactérias do nosso corpo para a bolsa.

"Cada pessoa carrega cerca de 100 trilhões de bactérias", revelou o professor em entrevista ao site da revista "Época".


Então, para não contaminarmos tanto as nossas bolsas vamos seguir as dicas do técnico responsável pela pesquisa, Peter Barratt: passar álcool gel nas mãos e limpar periodicamente a superfície e o interior das bolsas.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente