Autoexame contra o câncer de boca

Auto Exame Contra o Câncer de Boca

No próximo dia 14 de outubro haverá o relançamento da Campanha Nacional do Autoexame contra o Câncer de Boca "Sorria para si mesmo".

Sensibilizados com a campanha e cientes da importância de disseminar as informações acerca do tema, diversos artistas vestiram, literalmente, a camisa da campanha e registraram suas mensagens de apoio, tais como: Caroline Bittencourt, que é madrinha da campanha, Daniel, Regina Duarte, Maria Fernanda Cândido, Ronnie Von, Angélica, Giovanna Antonelli, Claudia Leite, Marco Nanini, Tarcísio Meira, Glória Menezes, entre outros.

A coordenação é do Instituto Conexão Saúde, que fará da campanha, já inserida no Programa Brasil Sorridente, do Ministério da Saúde um alerta para que todos façam o autoexame de boca a fim de preveni-lo e conseqüente reduzir suas estatísticas. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), os dados de 2010 revelam 14.120 novos casos, dos quais 10.330 são homens e 3.790 mulheres.

O autoexame é uma técnica simples cuja finalidade deste exame é identificar lesões precursoras do câncer de boca, uma doença curável se tratada logo início.

Fique diante do espelho em um lugar bem iluminado, para localizar qualquer alteração em sua região bucal, como: diferenças na cor da pele e mucosas, endurecimentos, caroços, feridas, inchaços, áreas dormentes, dentes quebrados ou amolecidos e ferida rasa, indolor e avermelhada.

Pessoas que usam próteses (dentadura) precisam retirá-las antes de começar o exame. De frente para o espelho, observe a pele do rosto e do pescoço. Preste atenção em qualquer sinal que não tenha notado antes. Apalpe suavemente, com a ponta dos dedos, todo o rosto. Puxe, com os dedos, o lábio inferior para baixo, expondo a sua parte interna (mucosa).

Depois, repita o mesmo procedimento com o lábio superior, puxando-o para cima. Com a ponta do dedo indicador, afaste a bochecha, para examinar sua parte interna. Repita com o outro lado de bochecha. Com a ponta do dedo indicador, sinta toda a gengiva na região superior e inferior, verificando se encontra alguma anormalidade.

Coloque o dedo indicador por baixo da língua e o polegar da mesma mão por baixo do queixo e procure apalpar todo o assoalho da boca. Vire a cabeça para trás e, abrindo a boca o máximo possível, examine atentamente o céu da boca.

Toque com o dedo indicador todo o céu da boca. Em seguida, observe o fundo da garganta, ponha a língua para fora e observe a parte de cima. Repita a observação com a língua levantada até o céu da boca. Em seguida, puxando a língua para a esquerda, observe a região da direita.

Examine o pescoço. Compare os lados direito e esquerdo e veja se há diferença entre eles. Depois, apalpe o lado esquerdo do pescoço com a mão direita. Repita o procedimento para o lado direito, apalpando com a mão esquerda. Finalmente, introduza o polegar por debaixo do queixo e apalpe suavemente todo o seu contorno inferior.


Faça este autoexame duas vezes por ano. Se perceber anormalidades como: regiões irritadas embaixo das próteses, ferimentos que não cicatrizam em duas semanas, dentes quebrados ou moles, mudança de cor, algum caroço ou endurecimento, procure imediatamente um dentista, que aconselhará se deve ou não consultar outro especialista.

Por Jessica Moraes

Comente