As consequências do estresse feminino

estresse feminino

Foto - Shutterstock

Desde o início da fase adulta, nós mulheres enfrentamos nosso maior inimigo, o estresse. Ele pode ser proveniente de longas horas de trabalho, rotina puxada ou simplesmente preocupações demais. Segundo a International Stress Management Association, o estresse afeta 69% da população brasileira, e os números só tendem a crescer.

E você sabe quais os sintomas, as consequências e como podemos nos prevenir de todo esse estresse ? Segundo Aretusa dos Passos Baechtold, psicóloga do Instituto Psicológico de Controle do Stress Dra. Marilda Lipp - IPCS , os sintomas são físicos e psicológicos. Eles incluem perda do interesse sexual, dores de cabeça e até dificuldade para falar.

As consequências são : menos eficiência; atrasos e faltas são mais frequentes; conflitos ou irritabilidade com colegas; crescente dificuldade de raciocínio e sensação de incapacidade.

O estresse prolongado pode levar a mulher a desenvolver ou agravar doenças como a hipertensão, úlceras, distúrbios adicionais intermediados pelo estresse como a infertilidade, a tensão pré-menstrual e a ansiedade.

Identificar os sinais do estresse, as fontes de stress com as quais estão interagindo e desenvolver estratégias positivas de enfrentamento são passos importantes para enfrentar o stress.

Para tanto, programas de controle do stress específicos para mulheres devem incluir o aprendizado sobre stress feminino, o conflito do exercício dos múltiplos papeis, habilidades de relacionamento com os filhos e o companheiro, controle da ansiedade e desenvolvimento de redes pessoais e suporte social.

Pesquisas nesse sentido demonstram que quando submetidas a programas de treino de controle do estresse adaptado para atender as suas dificuldades ocorrem mudanças significativas, favorecendo uma melhor qualidade de vida para si mesmas e para suas famílias.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: estresse trabalho mulheres ansiedade