Alimentos contra a enxaqueca

Alimentos contra a enxaqueca

A enxaqueca costuma ser causada por alguns fatores como cansaço, estresse e até uma má alimentação.

Quem sofre com a doença deve procurar um médico para fazer o melhor tratamento. No entanto, alguns hábitos alimentares podem reduzir as crises. A escritora Wendy Green, em seu livro "50 Coisas que você deve fazer para lidar com a Enxaqueca", ressalta a importância de hábitos saudáveis que previnam o mal estar, muitos deles ligados à alimentação.

Ela descreve, por exemplo, levar em consideração os seguintes hábitos: o que você comeu nas últimas 24 horas que antecederam a crise de enxaqueca? Você tomou vinho, sucos industrializados, chá ou café?

É necessário anotar os detalhes do que foi ingerido no dia a dia, para diagnosticar o que pode ter causado as crises.

Wendy ainda sugere os melhores alimentos que combatem a dor.

Arroz, frutas, nozes, queijos, iogurtes, verduras, pães integrais, grãos e cereais, leite desnatado e carnes e peixes magros são alimentos que proporcionam bem estar, porque são fontes de carboidratos e triptofano, substâncias que estimulam a produção de serotonina, promovendo bem estar.

Dos embutidos e em conserva, porém, você deve passar longe. E nunca fique mais de quatro horas sem comer, pois pular refeições baixa os níveis de açúcar, provocando a dor.

Aveia, feijão, batata, ervilha, verduras, sementes e purê de tomate, alimentos ricos em magnésio que são aliados contra a dor. Evite o excesso de bebida alcoólica, que afeta a absorção do nutriente.

leia também


Além disso, beber bastante água também ajuda a amenizar as crises. Se você não toma chá, café ou refrigerante à base de cola, uma xícara ou copo ajuda a cortar a enxaqueca.

É que a cafeína contrai as veias dilatadas ao redor do cérebro e aumenta a eficácia dos analgésicos. Já quem tem o hábito de ingerir essas bebidas e para, sofrerá, porque os vasos sanguíneos tendem a dilatar. O ideal é controlar o consumo da substância, não ultrapassando três xícaras de café por dia.

Por Jessica Moraes

Comente