Aliados para manter o coração saudável

Aliados para manter o coração saudável

Foto: reprodução/ Corbis

Para o seu coração bater mais feliz e saudável, existem algumas atitudes simples que você pode adotar e que irão facilitar a sua vida. Mas entre as escolhas essenciais para manter a saúde cardiovascular, se alguém perguntasse o que deveria ser feito, seria muito fácil responder: não fumar, não comer alimentos gordurosos e não levar uma vida sedentária. Certo?

Parece óbvio, mas para reforçar essa ideia de que os nossos hábitos influenciam diretamente, um grande estudo realizado da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, comprovou que alimentação, controle de peso, não fumar e fazer exercícios físicos são quatro principais pilares para o coração bater no ritmo certo.

Durante quase uma década, 6.229 pessoas foram avaliadas pela pesquisa. Com base nos resultados obtidos, os cientistas chegaram a esses pontos principais. Ou seja, não tem como fugir disso para cuidar do coração.

Mas hábitos simples podem tornar tudo mais fácil. Por exemplo, na alimentação encontramos fortes aliados: grãos, peixes, hortaliças , frutas e as oleaginosas (que são consumidas em pouca quantidade por dia e fazem super bem). Encontramos, também, fortes vilões: exagerar nos alimentos gordurosos e nos doces, que aumentam os níveis de triglicérides e, consequentemente, os riscos de doenças ligadas ao coração.

A obesidade, principalmente aquela gordura acumulada na região do abdômen, está relacionada a hipertensão arterial e taxa de colesterol alta, duas fortes causas de problemas no coração.


Quando se fala em atividade física, vale ressaltar que deve ser aquela que dá prazer e é feita sem aquele sentimento de obrigação. Pode ser qualquer atividade, da caminhada até os exercícios de academia, passando pelas artes marciais e atividades realizadas na piscina. Além de manter o peso, libera no organismo a endorfina, conhecida como substância do prazer, que alivia o estresse. Aliás, o estresse também é um dos grandes responsáveis pelas doenças cardíacas.

Por fim, largar o tabagismo é dita como a melhor das escolhas para favorecer o coração (sem contar o pulmão, esse nem precisa citar, não é mesmo?). Fumar prejudica o sistema circulatório, as artérias e veias que levam o sangue por todo o corpo. Portanto, aumentam os riscos de infarto e de derrame cerebral. E os riscos são ainda maiores para mulheres que fazem a combinação fumo e pílulas anticoncepcionais. Logo, xô cigarro.

Por Lívany Salles

Comente