Alergias do verão e como combatê-las

Confira algumas alergias comuns nessa época de calor intenso
alergias

Foto - Shutterstock

Bolinhas, vermelhidão, coceira, descamação. Embora seja a melhor época para curtir o sol e muitas roupas frescas, o verão também pode trazer as temidas alergias. Conheça alguns dos tipos mais comuns e saiba como combatê-las.

Do sol

Algumas pessoas sofrem com aquela vermelhidão incômoda que pode aparecer só pelo fato da pele estar exposta ao sol - é o sistema imunológico entrando em ação. Quem sofre da chamada fotoalergia pode, em um primeiro momento, fugir para um local com sombra. Em alguns casos são necessários medicamentos para diminuir os sintomas.

Fitofotodermatoses

Você já deve ter ouvido falar que limão no sol mancha. Esse tipo de mancha chama-se fitofotodermatoses e ela pode aparecer sempre que há o contato com plantas que reagem quando entram em contato com o sol. Não somente o limão entra na lista, como tangerina, figo, laranjas e temperos como salsa e coentro. A melhor forma de prevenir é lavar bem a pele que entrou em contato com esses alimentos antes de sair por aí.

Brotoejas

Existem alguns tipos de brotoejas que costumam aparecer pelo corpo no calor. Em crianças é comum encontrar a chamada miliária, que aparece no pescoço, tóráx e virilha. Já em adultos o chamado intertrigo é bastante comum em locais com "dobrinhas" como a virilha, nas axilas e embaixo nas mamas.

Como a maioria das alergias se dá pela combinação de calor, umidade e atrito entre a pele e a roupa, alguns cuidados básicos podem ser tomados para prevení-las.

- Evite o uso de cosméticos e perfumes e sempre invista no protetor solar - se a sua pele for sensível, vale a pena investir em uma versão hipoalergênica.

- Para manter a pele seca, utilize roupas leves e dê preferência para tecidos de fibras naturais, como o algodão. Seque bem a pele após o banho, especialmente nas regiões com dobras, como a virilha e entre os dedos dos pés - que são locais que costumam ficar cobertos.

- Cuidados com a alimentação também são muito bem vindos: beba muita água ou líquidos que possam te manter hidratada sempre, além de investir em frutas, legumes e verduras. Manter a dieta balanceada faz com que o sistema imunológico fique nos trinques para te manter protegida.

E lembre-se: qualquer problema procure um médico. A automedicação pode piorar o quadro, retardando o tempo de recuperação.


Por Tissiane Vicentin

Comente

Assuntos relacionados: problemas de pele