Afogamento mata mais do que tuberculose e sarampo

A OMS fez um levantamento exclusivamente sobre o assunto
crianças-afogamento

Foto - Reprodução/allianceforwaterefficiency

Você sabia que o afogamento mata mais crianças do que o sarampo e a tuberculose? O dado alarmante foi um alerta do novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o órgão, a asfixia debaixo d'água está entre as dez principais causas de óbito de crianças e jovens em todo o mundo. 

De acordo com estimativas da OMS, 372 mil pessoas morreram afogadas em 2012. Mais da metade delas tinha menos de 25 anos. No grupo de pessoas com menos de 15 anos, essa foi a causa de morte de mais de 140 mil meninos e meninas, duas vezes mais que o número de mortes por tuberculose (quase 70 mil).

No Brasil, 3,3 pessoas em cada 100 mil morreram afogadas em 2011 - o último dado disponível. A taxa é inferior à de países como Belarus (8) ou Belize (10), mas está acima da de vizinhos sul-americanos como Argentina (1,7), Colômbia (2,4) e Venezuela (2,1).

O relatório da OMS recomenda a construção de barreiras como forma de reduzir as mortes por afogamento. As medidas incluem tapar bueiros, cercar piscinas e usar travas nas portas para restringir a movimentação, sobretudo de crianças nas proximidades de áreas com abundância de água.

Fique sempre atenta as crianças. Segundo a OMS além de tomar as precauções necessárias, colocar os filhos em uma aula de natação é sempre uma alternativa válida.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: afogamento