5 Dicas para prevenir e combater o mau hálito

5 Dicas para prevenir e combater o mau hálito

50 milhões de brasileiros sofrem as consequências da halitose, um problema que afeta a qualidade de vida das pessoas, interfere no relacionamento pessoal e pode até prejudicar a carreira profissional.

A halitose pode ser tratada, basta que o paciente faça uma correta higienização da boca para eliminar o foco do problema.

O mau hálito ocorre normalmente por dois motivos: algum tipo de infecção ocasionado por bactérias que causam problemas sistêmicos ou pela má escovação, que gera a saburra - uma placa que se forma no dorso da língua.

No segundo caso, as bactérias podem ser levadas pela corrente sanguínea e ocasionar diversos tipos de doenças. Ruy Francisco de Oliveira, diretor do CETH ( Centro de Excelência no Tratamento da Halitose) e organizador da SOBREHALI (Sociedade Brasileira de Estudos da Halitose) dá algumas dicas para a prevenção e o tratamento do mau hálito.

1 - Uma boa escovação sempre após as refeições, principalmente da língua para eliminar a saburra - que normalmente gera os gases do mau hálito.

2 - O uso do limpador lingual, que é capaz se remover até 98% da massa bacteriana presente na língua.

3 - A utilização de produtos específicos, que auxiliam no combate a proliferação das bactérias que atuam diretamente na halitose.

4 - Usar fio dental em todas as escoações diárias, para evitar a formação da massa bacteriana entre os dentes e na gengiva, fator que além de causar mau hálito dá origem á gengivite.

5 - Evitar um longo período de jejum, pois ao ficar muito tempo sem ingerir nenhum tipo de alimento o organismo começa a liberar ácidos graxos, que automaticamente geram o mau halito.

"Esses procedimentos devem ser seguidos à risca e diariamente, mas também é, de extrema importância, que o paciente visite regularmente seu dentista para manter saúde bucal e identificar a real causa de seu problema", conclui Ruy.

Por Jessica Moraes

Comente