Yin Yang na alimentação

Yin Yang na alimentação

Os chineses usam o princípio do yin yang para tudo, inclusive na hora de escolher o que vão colocar no prato. A busca por uma alimentação equilibrada é baseada nessa filosofia presente na dietética energética chinesa ou funcional chinesa.

“Seu principal objetivo é oferecer vida longa com mais qualidade de vida. Ela não restringe alimentos, mas estabelece deles quais fornecerão energia necessária para o nosso equilíbrio físico e mental”, explica Leonor Angela Barros, endocrinologista do Instituto de Acupuntura do Rio de Janeiro.

Na prática, essa dieta estabelece o equilíbrio dos sabores através de alimentos com forças opostas. Os ingredientes Yin (melão, banana, pepino, hortelã, tomate, chá de menta, caule e frutos) refrescam e tranqüilizam. Já os Yang (pimenta, gengibre, noz moscada, canela e curry) aquecem e ativam o metabolismo.

“Deve ser variado, ter cores e os cinco sabores (doce, amargo, ácido, salgado e umami (saboroso), este é detectado pelas papilas gustativas por meio do contato com o glutamato, um tipo de aminoácido”, explica Orlando Gonçalves, especialista em medicina chinesa.

Isso implica em um cardápio que alterna um prato doce e outro salgado, um frio e um quente, um macio e outro crocante. A dieta é indicada pelos profissionais também leva em conta a personalidade de cada um.

Se você é mais yin (pessoas pálidas, que gostam de dormir e têm pouca sede) são usados alimentos quentes, entre eles, cereais, leguminosas e carnes. O contrário é aplicado para aquelas yang (agitadas, calorentas e que suam muito) que devem priorizar uma alimentação com legumes, vegetais e frutas. “Ninguém é completamente yin ou yang, mas geralmente uma característica de um dos dois predomina”, completa.

Confira algumas sugestões de alimentos para todas as refeições do dia:

Café da manhã - consumir mais cereais integrais. As quantidades vão depender da atividade, da constituição e do objetivo de cada um. É sempre recomendável um pequeno lanche com frutas e cereais, chás ou suco de frutas, três horas depois do café.

Almoço - priorizar leguminosas (grãos) e proteínas com pouco teor de gordura (carne magras e soja), além de vegetais, folhas, frutos e tubérculos (abobrinha, cenoura, cogumelos, algas, espinafre, palmito, brócolis,batatas, cebola) mais algum cereal, como arroz ou milho. Sobremesa - chá e frutas.

Lanches - sempre mais coloridos, evitando frutas cruas e alimentos gelados. Melhor consumir frutas secas e desidratadas, mais algum cereal (bolachas ou torradas).

Jantar - tubérculos (raízes) com carnes brancas (peixe) e vegetais. Não usar tantos cereais (arroz). Sobremesa - frutas cozidas.

Por Juliana Lopes

Comente