Verdades sobre mitos alimentares

Verdade sobre mitos alimentares

Quem nunca escutou que manga com leite pode causar a morte? E que beber líquido durante as refeições deixa a pessoa barriguda? Ou então que o leite é o único alimento que tem o aporte de cálcio necessário para o nosso organismo? Pois o Vila Equilíbrio desmistifica e revela essas afirmações, tão antigas que é quase impossível eliminá-las. Quem aponta se são lendas ou verdades alguns dos mitos alimentares mais conhecidos é a nutricionista Juliana Trevilini Garcia.

Vamos começar por ‘Comer e beber durante as refeições prejudica a absorção dos nutrientes’. A nutricionista confirma. "A digestão é prejudicada ao misturar a refeição com qualquer bebida. Para que os nutrientes sejam absorvidos adequadamente, o nosso corpo precisa liberar enzimas digestivas e ácido clorídrico para a digestão dos nutrientes. A ingestão de líquidos, acima de 200 ml provoca a diluição do suco gástrico, interferindo na digestão. As bebidas gaseificadas, principalmente a base de cola, são alcalinizastes e prejudicam ainda mais a digestão dos alimentos e, consequentemente, a absorção adequada de nutrientes no intestino", afirmou.

Porém, Comer e beber durante as refeições pode desenvolver barriga é um mito. O que envolve essa questão é a mastigação correta. "A maioria das pessoas que toma líquido junto com as refeições não mastiga corretamente e acaba empurrando a comida com o líquido. Consequentemente come muito rápido e em maior quantidade, aumentando o peso. Para liberar hormônios que induzem à saciedade o nosso cérebro precisa de que a refeição dure, pelo menos, 20 minutos", ressaltou.

Já ouviu que manga com leite causa congestão? Algumas pessoas afirmam, inclusive, que mata, mas tudo isso é um mito. Manga com leite não causa indigestão nem faz mal à saúde, segundo a nutricionista, é apenas uma crença que se perpetuou na história a partir da escravidão. "Os senhores de engenho inventaram o mito para impedir que seus escravos consumissem mangas e não tomassem o leite, que era destinado ao consumo da família da "casa grande". Por isso, os feitores espalhavam que a combinação fazia tanto mal que causava a morte. Atualmente, estuda-se muito sobre o consumo do leite por pessoas sensíveis, pois o alimento pode causar gastrite, refluxo e azia", lembrou.

Outra afirmação comum é que afta na boca tem relação com a prisão de ventre, mas essa é verdade. A especialista lembra que afta na boca tem relação com imunidade baixa e intestino preso tem correlação com imunidade baixa. "Apesar das funções digestivas e de absorção serem as mais difundidas deste órgão, o intestino desempenha também funções hormonais, motora, nervosa e imune. Quando o intestino está preso, aumenta a produção de toxinas e bactérias patogênicas. Nessas condições o intestino não seleciona o que entra e o que não entra na corrente sanguínea. E dessa maneira, o sistema imunológico fica sem proteção e o organismo mais suscetível ao desenvolvimento das aftas", disse a nutricionista.

Sobre ingerir folhas verdes escuras substitui o leite na alimentação diária, pois bem, essa afirmação também é verdadeira. Isso porque os vegetais verde-folhosos como, por exemplo, agrião, couve, brócolis, couve de bruxelas, rúcula e o repolho contém em sua composição uma boa quantidade de cálcio. "Também há presença de magnésio, vitamina C e vitamina K, que são nutrientes importantes para a mineralização óssea, ou seja, tem uma proporção parecida com a do leite humano e uma sinergia com os demais nutrientes necessários para sua biodisponibilidade. A biodisponilidade do cálcio dos vegetais é de 50 a 70%, enquanto a biodisponibilidade do cálcio do leite é de aproximadamente 30%", explicou Juliana.


E a famosa dupla açúcar e adoçante? Pois bem, o açúcar pode ser substituído por qualquer adoçante não é uma afirmação verdadeira, é um mito. O nosso organismo não precisa de açúcar. "Por ser uma questão de costume adicionar muito açúcar nas preparações e vários alimentos industrializados conter açúcar em sua composição, faz com que necessitemos sempre de mais açúcar. Por receio de engordar, as pessoas começaram a trocar o açúcar pelo uso constante e até mesmo exagerado de adoçantes. Embora, eles tenham sido feitos para os diabéticos, esse hábito foi difundido para todos os que desejavam não adicionar mais calorias ao seu dia a dia", finalizou. Pois é, alguns mitos desmistificados, verdades comprovadas. E você? Tem algum mito alimentar que queira desvendar?

Por Catharina Apolinário

Comente