Quando a dieta vira obsessão

Quando a dieta vira obsessão

Não adianta, são raras as mulheres que estão satisfeitas com a relação altura, peso e medidas. Assim, as teorias de dietas milagrosas se espalham com facilidade. A fissura chegou ao ponto de grande parte do público feminino dizer que prefere perder peso a encontrar homens como Brad Pitt e George Clooney, isso de acordo com uma pesquisa encomendada por uma marca de cereais. Foram 2,2 mil entrevistadas.

Segundo a nutricionista Thabata Martins, do Zahra Spa & Estética, é a dificuldade em emagrecer, especialmente na região do abdômen, e alguns exemplos nada saudáveis expostos na mídia e na moda que ajudam a mulher a ser torna obcecada, já que a mulher ideal, ou melhor, o corpo ideal, seria o de uma pessoa extremamente magra.

A nutricionista afirma que a busca pelo corpo perfeito, que não existe, pode acarretar na privação de uma boa alimentação, rica em vitaminas essenciais à saúde. Além disso, pode ocorrer uma distorção de imagem corporal. "Ao não alcançar seu objetivo, a mulher pode voltar a comer de forma descompensada aumentando seu peso e entrando em um quadro de depressão no qual não entende como seu metabolismo funciona e age de forma contrária ao que seria ideal e saudável", afirma a nutricionista.

Thabata diz que o acúmulo de gordura na região do abdômen é a principal queixa de quem decide fazer dietas. Outro fator que as levam a procurar as mais diversas dietas é a pressa pela obtenção de resultados. "Muitas nem ao menos querem perder peso, querem perder medidas", afirma a nutricionista.

O fato de o interesse ser majoritariamente por redução de gordura localizada dificulta o trabalho do nutricionista, segundo Thabata Martins. "Isso porque elas querem perder medidas em gorduras localizadas. Apesar de a alimentação ser fundamental, neste caso não é a única responsável pelo sucesso do mesmo", afirma a nutricionista. "Quando se trata de diminuir ou aumentar o peso fica mais fácil, o difícil é perder alguma medida em um lugar especifico. Depende muito do corpo e da genética, não tem como garantir que não irá eliminar gordura como um todo ou somente no local indesejado", completa.

Quem quer substituir o lanche calórico por algo mais leve e saudável tem opção. "Eu indico fibras em forma de barrinhas, frutas e também iogurtes de frutas especialmente os desnatados e com ação funcional, para melhorar o trabalho dos intestinos", diz Thabata. A nutricionista lembra que quantidades, horários e tipos específicos de alimentos podem ser determinados somente sob consulta, pois assim os profissionais saberão a real intenção do paciente e o seu objetivo, trabalhando assim de forma segura e saudável.

Sobre as piores dietas para o organismo a nutricionista diz: "As extremistas, obviamente, as muito privativas ou que atuam com um único alimento como fonte de energia para o seu dia são as piores. Todos os alimentos são importantes e se privar deles acarreta em deficiências ao organismo que podem se tornar irremediáveis". Ela explica, por exemplo, que comer somente torrada com café de manhã e ovo cozido e alface no almoço fará com que esse indivíduo não só perca quilo, mas fique doente, com a resistência imunológica baixa e suscetível a doenças.


Essas mudanças radicais na alimentação provocarão um armazenamento de energias em forma de gordura na região do abdômen, local que rege os órgãos mais importantes. "Dietas da moda são perigosas, existem especialistas capacitados para fazer isso de forma segura e saudável".

A nutricionista aproveita para fazer uma ressalva: "Lembrando que os alimentos citados de exemplo não são de forma alguma ruins ou prejudiciais, mas devem ser combinados de forma correta e em determinados momentos para trazerem benefícios à saúde".

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente