Pai da dieta Dukan lançará livros e produtos alimentícios no Brasil

Dukan no Brasil

foto divulgação: Dukan diet

O famoso nutricionista francês Pierre Dukan, autor de bestsellers sobre dietas, esteve em São Paulo recentemente e fez declarações sobre a alimentação do brasileiro. Dukan disse estar surpreso com o problema de excesso de peso no Brasil, sobretudo entre os jovens, e sugere moderação no consumo de feijão com arroz.

"O feijão com arroz faz bem para a saúde quando se tem uma atividade física importante. Mas mesmo quem não tem problema de peso deve reduzir um pouco o consumo", disse Dukan, em entrevista à BBC Brasil.

Após ter conquistado o mercado editorial francês em 2010, Dukan se prepara para reforçar sua presença no Brasil. Em maio, ele conta que será lançado no Brasil um livro ilustrado de receitas que acaba de sair na França e também um site com "treinador de emagrecimento online", que prevê uma dieta personalizada e acompanhamento diário.

A partir de junho chegará também ao mercado brasileiro sua linha de produtos alimentícios, como biscoitos, barras de cereais e farelo de aveia, já vendidos na França.

A "dieta Dukan" seria seguida por celebridades como a duquesa de Cambridge, a princesa Kate Middleton, a cantora Jennifer Lopez ou ainda o candidato socialista às eleições presidenciais francesas, François Hollande, cuja nova silhueta foi amplamente comentada no país.

Mas o regime (que começa com uma "fase de ataque" para perder alguns quilos rapidamente com o consumo apenas de proteínas durante um período) também é alvo de inúmeras críticas. Especialistas franceses têm afirmado que a dieta pode causar sérios riscos à saúde, como aumento do colesterol e problemas cardiovasculares.

A dieta defende a ideia de que as pessoas podem comer o quanto quiserem, embora devam consumir apenas os alimentos definidos para cada etapa. Na segunda fase da dieta, as pessoas podem passar a comer também legumes e, na terceira, são incluídas frutas e pequenas porções de pães e massas integrais.

Um estudo da agência francesa para a Segurança Alimentar afirma que quem faz a dieta de Dukan consome mais do que o dobro da quantidade diária de sal recomendada pela Organização Mundial da Saúde. Segundo o estudo, esse regime também resulta na carência de vitamina C e de fibras. Dukan defende-se das críticas afirmando que as dietas baseadas na ingestão de menos calorias do que a média diária se tornaram "um dogma" e que ele é contestado por não seguir essa receita.

Nesta semana, o nutricionista foi alvo de queixas prestadas pela Ordem dos Médicos da França, que alegam que Dukan não respeitaria os códigos éticos da profissão e de fazer promoção pessoal utilizando a medicina com fins "comerciais".

Dukan rebateu afirmando ser "perseguido" e disse também já ter enviado à Ordem dos Médicos, há três meses, sua decisão de encerrar o atendimento em seu consultório parisiense para se dedicar às suas outras atividades. "Agora sou um médico aposentado. Estou livre", declarou.


Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: dieta dieta dukan