O poder das oleaginosas

São elas: nozes, avelãs, amêndoas, castanha do Pará e outras. As frutas oleaginosas estão sendo cada vez mais recomendadas por conter gorduras boas e substâncias funcionais, colaborando assim com a prevenção de doenças cardiovasculares.

Na sua composição há um tipo de gordura saudável, são ácidos graxos monoinsaturados e poliinsaturados que são os responsáveis pelos efeitos benéficos desses alimentos como diminuição do LDL- colesterol (colesterol ruim) e pelo aumento do HDL-colesterol (colesterol bom).

O LDL-colesterol aumentado no sangue provoca um aumento na deposição de placas de gordura nas artérias, impedindo a passagem do fluxo sanguíneo. Essa condição caracteriza uma doença chamada de aterosclerose. Já o HDL-colesterol tem a função de transportar o colesterol dos tecidos para o fígado, por isso é conhecido como bom colesterol.

Outros fatores benéficos estão relacionados às frutas oleaginosas, como a amêndoa, por exemplo. Segundo estudo do International Journal of Obesity, a amêndoa está ligada a uma melhora no perfil de eliminação de peso. De acordo com este estudo, dois grupos tiveram uma dieta com baixas calorias, um grupo de pessoas com dieta rica em carboidratos complexos e outro grupo de pessoas com uma dieta rica em amêndoas.

Este último grupo, comparado com o primeiro, obteve uma perda de peso mais efetiva, além de ter uma maior diminuição na circunferência de cintura e gordura total. Isso indica que incluir amêndoas em um plano alimentar de emagrecimento tem como resultado uma melhor qualidade na eliminação de peso.

Porém é importante ficar atento com a quantidade, já que todas as frutas oleaginosas são ricas em calorias. Inclua no seu cardápio com moderação. Por exemplo: 1 castanha do Pará por dia pode atingir a recomendação de selênio, que é um mineral que possui ação antioxidante, combatendo os radicais livres e impedindo o envelhecimento precoce.


Sem falar nos outros nutrientes que você estará acrescentando na sua alimentação, como proteínas, fibras, cálcio, ferro, potássio, zinco, vitamina E, ácido fólico e magnésio, além disso, essas frutas atuam controlando melhor a saciedade.

Roberta dos Santos Silva é nutricionista do site Cyber Diet e especialista em Atendimento Nutricional.

Comente