Leite pasteurizado pode ser vilão para nossa saúde

leite

Foto - Shutterstock

Desde pequenos escutamos a importância de ingerirmos leite diariamente. Porém, pouquíssimas vezes somos informadas sobre as diferenças entre o leite pasteurizado e o cru, como eles interferem nos benefícios da nossa saúde, principalmente em fase de crescimento. Você sabia que ao passar pelo processo de pasteurização, o leite perde suas enzimas e a quantidade de cálcio?

Pois é, enquanto você acha que está fazendo tudo certo, descobre que está indo pelo caminho errado. E, para reverter esta situação, a dica é ficar atento as marcas e tipos de leite que está consumindo, já que é proibida a venda de leite ou queijo cru no supermercado. É importante saber que mesmo o produto passando pela pasteurização, ela é feita de forma lenta, tendo assim uma perda menor de propriedades nutricionais.

Para ficar fácil de entender as principais diferenças do leite cru para o pasteurizado é que este primeiro possui 50% mais cálcio e tem mais enzimas que ajudam na digestão e possui proteína de melhor qualidade. Já o segundo intensifica as perdas nutricionais, o desequilíbrio da absorção dos nutrientes e ainda retira o cálcio dos ossos, aumentando assim os riscos de osteoporose.

E sabe quando você escuta alguém dizer que tem intolerância à lactose? Bom, este leite que compramos de caixinhas nos supermercados são os famosos pasteurizados e eles pioram consideravelmente a intolerância. Hoje, quase 80% da população mundial é intolerante.

Portanto, se quer evitar possíveis cânceres do sistema reprodutor feminino, câncer de mama, osteoporose e pedra nos rins, os cálcios necessários para o nosso organismo podem ser obtidos com a ingestão de outros alimentos, como couve, tofu, gergelim e entre outros.


Por Kelly Jamal

Comente

Assuntos relacionados: saúde leite bebida pasteurizado