Hambúrguer - qualidade em questão

Hambúrgueres carne ou o que

Hambúrgueres deveriam ser feitos de carne, certo? Pois o que se comprovou é que outras versões de hambúrgueres vêm sendo comercializadas e a qualidade do produto final pode ser comprometida se não houver controle de qualidade.

Estudos abordam as possíveis divergências existentes entre a composição nutricional encontrada a partir da análise realizada em laboratório e as informações nutricionais presentes nos rótulos de hambúrgueres e almôndegas. Os resultados apontam que as amostras analisadas apresentam valores calóricos inferiores aos dados informados nas embalagens pelos próprios fabricantes. O mesmo acontece com o teor de lipídeos e de proteínas de grande parte da amostra.

O Ministério da Agricultura e do Abastecimento define o hambúrguer como "produto cárneo industrializado obtido da carne moída dos animais de açougue, adicionado ou não de tecido adiposo e ingredientes, moldado e submetido a processo tecnológico adequado". Descrição que fica cada vez mais longe da realidade por conta da grande expansão do mercado.

Uma outra pesquisa parte do conceito de aproveitamento de produtos derivados de cajú e para o consumo deste produto fora do período da safra. O estudo foi desenvolvido com o objetivo de caracterizar hambúrgueres elaborados à base de caju e comparar suas características com as de hambúrgueres á base de carne e de proteína vegetal.


Comparados, os hambúrgueres de cajú apresentaram menor pH e menores teores de proteína e gorduras. Isso sem falar que os hamburgueres, assim como almôndegas e embutidos, são grandes vilões quando o assunto é obesidade infantil. Especialistas em nutrição afirmam que o hambúrguer de hoje tem mais gorduras e sedos do que carne de fato, e as pesquisas nutricionais confirmam essa teoria.

Por Catharina Apolinário

Comente