#explicapugli: veja a opinião de nutricionistas e do CONAR

explicapugli

Foto: Fernando Moraes

Mais uma vez, um tema polêmico do mundo dos blogs voltou à tona. Trata-se da publicidade velada. Na última quarta-feira (29), o tema foi apontado pela blogueira Nina, do blog "Cronista Amadora", que denuncia os posts de Gabriela Pugliesi, a quem chama de "musa fitness", por conta da "publicidade mascarada" que supostamente teria em seu site, em seu texto com o título "Explica, Pugli":

"Eu nada tenho de pessoal contra a Pugliesi. Não a conheço e até acredito que o objetivo dela é interessante, digno e funciona. Mas eu discordo de ações desonestas. Ela diz que seu blog dá dicas, mas essas dicas são pagas - e ela cobra alto".

Fora isso, Nina ainda critica o fato da blogueira não ter formação na área da saúde e dar dicas "todos os dias por uma nova dieta, por um novo método ‘sensacional’ para perder a barriga e por um novo e maçante exercício de academia para ‘se dar bem’ no verão", como disse, o que poderia acarretar efeitos colaterais e problemas de saúde nas leitoras.

Como a nutricionista Fernanda Palma alegou: "O que é bom para você pode não ser bom para mim. Eu falar que certos tipos de pães que eu gosto da marca tal fazem bem à saúde é uma coisa. Mas eu não posso citar que cada pessoa pode comer três fatias por dia. Será que não é melhor eu pensar se tem algum efeito colateral no produto? Alguma contraindicação? E as pessoas hipertensas?".

"Quando pensamos em alimentação, toda a atenção está no controle de peso, deixando de lado a qualidade de vida e a saúde. Seguidoras e leitoras, tenham discernimento nas informações processadas. Bom senso e critério na leitura. E procurar um profissional, sempre."

Publicidade mascarada

Esse tipo de crime (sim, crime!) da propaganda dissimulada consiste em "mencionar um produto ou um serviço que se trata de publicidade em formato editorial", conforme explicou a assessoria do CONAR - Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária. "Uma publicidade deve necessariamente ser explícita, não pode ser disfarçada de forma alguma e qualquer pessoa precisar ter a capacidade de olhar aquela ação e perceber que se trata de algo comercial."

Gabriela se explicou em um dos seus posts: "Todos os banners, publicidade, eventos, produtos que levam meu nome passam por um consenso. Além de eu gostar do produto e fazer parte da minha vida, ou for uma dica válida para as pessoas, minha nutricionista dá a opinião dela e outros profissionais da área de saúde que são colaboradores com conteúdo do blog também participam".

Alexandre Lima, manager de Gabriela, disse: "Todos os posts que são publicidade têm explícito a hashtag [no Instagram] ou um sinal no blog. A remuneração existe de fato, mas não é escondida. As dicas são do dia-a-dia da Gabriela e não são pagas. Ainda temos uma equipe, com nutricionista e personal trainer, por exemplo, que analisa todo o material que é postado. Somos transparentes", afirmou.

explicapugli

Geração Jabá?

Entretanto, no blog, por exemplo, há um publipost que fala sobre um app novo com uma sinalização ao fim, apenas no rodapé e escondido, dizendo ser publicidade, com um simples asterisco.

E as "parcerias" que existem no blog da Pugliesi? Não seriam uma forma de publicidade velada? A blogueira faz posts divulgando produtos que "usou e gostou", como você pode analisar aqui. Esse seria outro ponto principal das críticas, afinal, mais parece um "jabá" não sinalizado.

Antes de entrar nesse mérito, é preciso explicar dois tipos básicos de "parcerias" que as marcas mantém com blogueiras. Primeiro: o famoso "publipost", a publicidade propriamente dita. A marca oferece o produto, o blogueiro determina um cachê e o negócio é fechado. O segundo é a parceria sem contrato ou valores. Basicamente, a marca envia produtos para os blogueiros e esses dão suas opiniões, que não são obrigatórias e nem precisam ser positivas.

A Natue, e-commerce de produtos saudáveis, naturais e voltados ao bem-estar, mantém parceria com a Gabriela. Priscila Capellato, CEO da empresa, contou melhor como funciona essa relação.

"Conhecemos a Gabriela a partir de um post espontâneo que ela citou a Natue como um local em que encontrava todos os produtos que precisava. Percebemos que depois desse post recebemos muitos pedidos de seguidoras e achamos interessante iniciar uma parceria com ela. Colocamos a equipe de nutricionistas Natue à disposição da Gabriela Pugliesi e começamos a mandar novos produtos para ela testar, independente de publicação. Além disso, também fizemos alguns conteúdos remunerados no blog ‘Tips4Life’ para divulgar a Natue como canal de compras dos produtos indicados pela própria Gabriela Pugliesi. De acordo com a política editorial do blog dela, esses conteúdos foram sinalizados como ‘parceiro Tips4Life’."

explicapugli

O que diz o CONAR?

"Cada caso precisa ser discutido, mas, em princípio, isso é perfeitamente aceitável do ponto de vista editorial", afirmou a assessoria do CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).

No caso específico da Gabriela, a assessoria declarou que até agora nenhum caso foi aberto. "Todas as denúncias recebidas são analisadas "full time" por uma equipe de três advogados. O número de denúncias não influi na abertura do processo."

Como o CONAR é uma entidade privada, não tem o poder de multar ou aplicar sanção penal ao anunciante ou veículo. Atua, então, na eventual interrupção da comunicação publicitária. "Se o anúncio for considerado antiético nós recomendamos que seja tirado do ar." Até hoje, mesmo que não obrigatória, nenhuma recomendação do CONAR foi desrespeitada.

Por fim, vale lembrar que nem toda denúncia, mesmo que correta, se torna um processo. "Muitos casos são analisados pelo Conselho de Ética do CONAR e pode se tornar uma comunicação com o anunciante e com o veículo, explicando o incômodo que está sendo causado aos leitores", pontua a assessoria. "Apenas em casos graves podemos entrar com uma liminar e tirar o anúncio do ar na hora."

Por Juliana Lopes e Alessandra Vespa 

Comente

Assuntos relacionados: blogueiras gabriela pugliesi #explicapugli