Estimuladores de apetite funcionam?

estimuladores de apetite

A maioria das mães se queixa que os filhos não comem bem. A partir daí surgem no cenário os tais fortificantes que são indicados como um estimulador de apetite. Mas são eficazes mesmo?

A nutróloga Nathália Guedes não indica. "Não costumo sugerir nenhum estimulador de apetite, há muitos casos que podem causar efeitos colaterais. Costumo prescrever algum complemento alimentar que irá fornecer calorias, vitaminas e minerais para ajudar no ganho de peso desses pacientes", conta.

O tipo mais comum de fortificante é basicamente um composto de vitaminas, ferro e cálcio. E só funciona como estimulante se a causa da falta de apetite for alguma deficiência de nutrientes. Crianças anêmicas, por exemplo, podem se beneficiar. A ingestão de ferro corrige o problema e o apetite volta à sua normalidade.

No entanto, devem ser tomadas algumas precauções. Estimulantes de apetite não são substâncias leves e podem provocar efeitos colaterais se ingeridos sem necessidade. O abuso do ferro, por exemplo, provoca diversos efeitos colaterais. A substância se deposita em locais como o fígado, o baço e a medula óssea, levando a um funcionamento inadequado desses órgãos.


Quem compra fortificante sem prescrição médica corre ainda outro risco, o de mascarar sintomas de males, além disso, podem causar sonolência, distúrbios do humor e perda da concentração.

Por Jessica Moraes

Comente