Dieta sem glúten e carboidrato. Veja se realmente existem riscos!

Dieta sem glúten e carboidrato Veja se realmente e

Foto: Corbis

Recentemente, a atriz Gwyneth Paltrow se envolveu em uma polêmica ao afirmar à revista US Magazine que impõe uma dieta bastante restritiva aos seus filhos: Apple, de 8 anos, e Moses, de 6 anos. Eles são proibidos de comer qualquer tipo de alimento que contenha glúten e carboidrato. Logo, devem ficar longe de salgadinhos, bolos, biscoitos e outras guloseimas que crianças costumam adorar.

Mas os nutrientes mencionados não se encontram apenas em junk food. Por isso, na ocasião, médicos e nutricionistas se manifestaram na mídia norte-americana alertando sobre o perigo dessa restrição alimentar, já que acreditam que os carboidratos são fundamentais para a formação do cérebro das crianças. Em sua defesa, a atriz disse que seu médico concorda que o glúten não faz bem e que sua família é alérgica a ele.

Veja o que especialistas brasileiros dizem sobre a retirada de alimentos que possuem glúten e carboidrato da alimentação diária.

Tatiana Rom, nutricionista parceira do Organomix, explica que o glúten é a proteína do trigo, da aveia e da cevada, que possui, além desse nutriente, importantes vitaminas, já o o carboidrato é a principal fonte de energia para o corpo, que se encontra em batatas, inhames, massas etc. "No entanto, é prejudicial na forma de farinha ingerida em bolos, biscoitos e pães brancos, que possuem muita gordura e açúcares em sua composição", adiciona a especialista.

A médica nutróloga Dra. Liliane Oppermann diz que, no caso das crianças, eles são importantes por gerar a energia necessária e que elas não devem seguir dietas rigorosas que eliminem completamente os carboidratos. "Pães e maçãs são os alimentos que mais contém glúten, por isso, sua ingestão é indicada", exemplifica.

Segundo ambas as profissionais, só se deve retirar o glúten da alimentação em caso de doença celíaca (intolerância ao glúten). "A dieta sem glúten é recomendada apenas se existir alguma patologia associada ou desconfiança de que este componente esteja causando algum tipo de alergia", detalha Tatiana, acrescentando que ele não precisa ser resposto, no caso de sua restrição.


Agora, lançar mão do carboidrato, eliminando-o totalmente, é muito perigoso. A nutricionista diz que a criança pode ficar fraca e ter problemas de memória, além de perder massa magra. Constipação pela falta de fibras e excesso de proteínas e sobrecarga renal são outros prejuízos citados pela Dra. Liliane. "A ingestão de carboidratos deve corresponder a 55% da alimentação diária para aqueles que buscam uma dieta saudável", destaca a parceira do Organomix.

"Na verdade, a escolha correta dos carboidratos é o que deve ser feito, por exemplo, priorizando alimentos integrais. Eles são indispensáveis e não adianta substituí-los por outros macronutrientes, como proteína ou gordura", adiciona Tatiana, opinando que, no caso de Gwyneth Paltrow, é realmente preciso tirar farinhas e derivados que contenham glúten da alimentação dos filhos por causa da alergia, bastando não deixá-los sem carboidratos.

Por Fernanda Oliveira (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: nutrição dieta