Contar calorias não é a chave para emagrecer

O que importa é a fonte das calorias e não sua quantidade
perda-peso-contar-calorias

Foto - Shutterstock

Se o processo de emagrecimento fosse matemático, seria bem simples emagrecer: comer menos calorias do que se gasta e pronto; quilos a menos! No entanto, a história não funciona dessa maneira. Não é apenas o contar calorias que ajuda a perder peso, mas sim, a fonte de calorias.

Isso por que um alimento pode ser pobre em calorias, mas conter açúcar refinado, corantes, poucas fibras e vitaminas; você ingere poucas calorias, mas do ponto de vista nutricional, está ingerindo calorias vazias, que não fornecem nenhum benefício ao corpo. 

O cientista James DiNicolantonio, cardiovascular do Hospital São Lucas, explica que concentrar-se nas calorias também pode criar um preconceito contra muitos alimentos saudáveis, especialmente alimentos ricos em gordura. A gordura dietética é mais calórica do que carboidratos ou proteínas, por isso alimentos de baixa caloria são muitas vezes pobres em gordura. Isso leva as pessoas a substituírem alimentos gordurosos saudáveis, como nozes, por alimentos de baixa caloria, como batatas fritas, que não são tão nutritivas.

O cientista afirma ainda que a obesidade é um problema mundial e que vem crescendo. "Mas é importante notar que não estamos morrendo de obesidade, nós estamos morrendo de doença metabólica crônica”, diz ele.  Doenças cardíacas, diabetes e derrame contribuem para cerca de 800 mil mortes anuais nos EUA. 

A ideia dos pesquisadores para combater esses dados é isolar os alimentos que são destrutivos metabolicamente e não apenas ricos em calorias. Em uma revisão de estudos publicada na revista “Nutrição e Saúde Pública”, DiNicolantonio argumenta que apenas controlar as calorias ignora os efeitos metabólicos muito reais e negativos que certos ingredientes, como carboidratos simples (massas e pão branco, por exemplo) e açúcares têm sobre o corpo.

Na revisão, DiNicolantonio argumenta que os carboidratos rapidamente absorvíveis - como o açúcar, xarope de milho, batata, arroz branco, cereais e qualquer coisa feita com farinha branca - resultam em ganho de peso, pois causam pico de açúcar no sangue, o que eleva os níveis de insulina. fazendo a pessoa desejar ainda mais carboidratos.  Em longo prazo, poderia desativar leptina (hormônio que nos faz sentir satisfeito), resultando em ainda mais excessos.

DiNicolantonio não endossa qualquer dieta especial, mas a mensagem a partir da revisão era simples e direta: Se você quer perder peso, "não se concentre em calorias", aconselhou DiNicolantonio. "Um maior teor de gordura vai promover mais saciedade, e você vai comer menos", acredita ele.


Comente

Assuntos relacionados: emagrecer calorias