Como evitar o desconforto pelo excesso de comida

Desconforto por excesso de comida

"Comer, amar e rezar". Foto/Reprodução IMDB

Muitas vezes você começa a semana com aquele mal estar, principalmente porque exagerou na dose e comeu demais. Claro que o prazer de comer é indiscutível, mas é preciso cuidado com o exagero!

Em primeiro lugar, é importante saber que o estômago é um órgão que tem a capacidade de elasticidade, ou seja, ele acaba se adaptando à quantidade de alimento que ingerimos. Nas primeiras vezes pode haver desconforto, sensação de inchaço ou de estufamento, mas depois ele se adéqua aquela porção de comida.

Segundo a nutricionista Mariana Del Bosco, após comer demais é comum sentir-se mal e com uma sensação de peso. Os alimentos que mais provocam esses desconfortos são aqueles gordurosos, como frituras, ovos, moluscos e alguns doces, eles fazem com que o nosso organismo execute uma digestão mais lenta.

"Proteínas também dificultam a digestão", alerta a nutricionista. Carnes vermelhas, pães integrais, feijão, queijos, entre outros alimentos, estão nesta lista. Para quem exagerou, nada de tomar remédio antes de consultar um especialista. "Não é recomendado tomar nenhum medicamento sem orientação médica", diz Mariana. Se o mal-estar prosseguir, procure um hospital.


"Para evitar desconfortos provocados pela alimentação é importante que a pessoa consuma algo a cada três horas, em pequenas quantidades, sem exageros", afirma Del Bosco. Além disso, evitar alimentos gordurosos e proteínas pode ajudar. "Comece sempre as refeições pela salada e coma devagar", recomenda a nutricionista.

O nosso cérebro leva um tempo para processar a informação de saciedade. Por isso, Mariana recomenda que se coma devagar e comece pela salada. E o ato de mastigar bem os alimentos ajuda a levar informação de saciedade ao cérebro.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente