Como diminuir a ansiedade com a alimentação

ansiedade alimentação

Shutterstock

A ansiedade é um dos problemas emocionais que mais atingem a população atualmente. Entre os problemas que mais incomodam todos os dias estão: o pagamento de contas, problemas no trabalho, cuidar dos filhos, tarefas domésticas e planejar atividades sociais. Já que não é possível eliminar algumas dessas preocupações, a solução é contornar a própria ansiedade para lidar de uma forma mais saudável com as atividades da rotina.

Uma das formas de combater esse mal é a mudança na alimentação. Segundo Rafaela Allevato Frason, coordenadora do serviço de nutrição do Hospital San Paolo, em São Paulo, existem alimentos que liberam substâncias como serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar e relaxamento. "A banana, o leite e derivados contêm o aminoácido triptofano, responsável pela liberação de serotonina. Ele também atua na regulação do sono, provocando a sensação de relaxamento. Carboidratos de lenta absorção também são benéficos, pois liberam açúcar na corrente sanguínea e secretam a serotonina", explica.

A nutricionista também recomenda evitar uma alimentação que incentiva a produção de cortisol, um hormônio que é liberado em situações de estresse. "A vitamina C presente nas frutas cítricas, diminui a liberação desse componente", completa a nutricionista.

Os vilões

Além dos alimentos que possuem o papel de combater a ansiedade, existem aqueles que atuam como o vilão para os ansiosos. De acordo com Rafaela, a cafeína e o álcool devem ser consumidos com cautela, pois são estimulantes do sistema nervoso. "O açúcar refinado, que está presente na maioria dos doces e refrigerantes elevam os níveis de açúcar sanguíneo rapidamente, o que provoca irritabilidade, depressão e tensão", declara.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: alimentação ansiedade