Comer biscoito pode aumentar risco de câncer de útero

Basta comê-los mais de três vezes por semana para o risco de ter um tumor saltar para 42%
biscoito câncer

iStock/© katsgraphics808

Segundo um estudo do Instituto Karolisnka, na Suécia, o ato de comer biscoitos, pães e bolos com regularidade pode aumentar significativamente as chances de uma mulher desenvolver câncer de útero.


Mas basta comê-los mais de três vezes por semana para o risco de ter um tumor saltar para 42%.

A pesquisa analisou os hábitos alimentares de mais de 60 mil mulheres na Suécia. Com ela, os cientistas queriam investigar as ligações entre as dietas açucaradas e o desenvolvimento de tumores no útero.

Eles estudaram os dados de milhares de mulheres que, em 1987, completaram questionários sobre dieta, estilo de vida, peso e saúde em geral. Dez anos depois, aquelas que ainda estavam vivas receberam as mesmas perguntas novamente.

Eles descobriram que as mulheres que comiam bolos ou biscoitos com frequência estavam mais propensas a ter câncer.

A mesma pesquisa concluiu também que entre aqueles que ultrapassavam um consumo total de 35 gramas de açúcar por dia - o equivalente a cerca de sete colheres de chá - enfrentavam um aumento de 36% na chance de contrair o câncer.

Diante disso, os cientistas afirmam que as dietas ricas em açúcar podem afetar o risco de desenvolver um câncer de várias maneiras. Uma delas é que a sobrecarga de açúcar faz o corpo liberar mais insulina, que por sua vez, pode estimular o crescimento excessivo de células do endométrio, o revestimento do útero.

Outra é que ele aumenta os níveis do hormônio estrógeno, que já foi mostrado para ativar o crescimento descontrolado de células - uma característica chave do câncer.

Yinka Ebo, gerente de informação de saúde do Cancer Research UK, disse que manter um peso saudável e manter-se fisicamente ativo são as melhores maneiras de reduzir o risco de câncer de útero.

Por Jessica Moraes

Comente