Chocolate orgânico

chocolate organico

A Páscoa está chegando e não se fala em outra coisa, a não ser chocolates. E você pensa: “Como resistir a toda esta tentação?”. Realmente é difícil, mas fazer escolhas saudáveis e comer com moderação é o segredo para se manter em forma.

Cada ano que passa surgem novidades no mercado em matéria de chocolate. A novidade agora é o chocolate orgânico.

Pra quem não conhece, um alimento orgânico é aquele que é cultivado através de sistemas de produção orgânica, tal como definido internacionalmente no Codex Alimentarius e no Brasil, pela Lei nº 10831 de 23/12/2003 que tem por objetivos a sustentabilidade, a proteção do meio ambiente, a maximização dos benefícios sociais, a minimização da dependência de energia não renovável, a otimização do uso dos recursos naturais e socioeconômicos disponíveis, bem como o respeito à integridade cultural das comunidades rurais. Então, este alimento além de não conter agrotóxicos, envolve vários outros fatores ligados a uma alimentação natural e saudável.

O chocolate orgânico não possui leite em sua composição, tornando-se assim um produto à disposição para pessoas que tem intolerância a lactose e devem restringir o consumo de leite e derivados. Ao invés do leite, a soja é um dos componentes presentes na sua fabricação. E seu sabor é semelhante ao chocolate meio amargo.

Devido à soja ser um alimento rico em nutrientes, proteínas e até fitoquímicos importantes como a isoflavona, o chocolate se torna um alimento bastante saudável. O produto também é isento de glúten, o que torna possível o seu consumo por celíacos. Além disso, não tem gordura trans e colesterol, gorduras ruins para o organismo e as embalagens ainda são de papel reciclado.

Roberta dos Santos Silva

Nutricionista - CRN-3 14.113

Comente