Cheirar os alimentos é uma boa tática para perder peso?

Cheirar alimentos ajuda a emagrecer

Sabor Cupcake de Baunilha Foto: Divulgação

Para quem quer perder peso, umas das tarefas mais complicadas é mudar a alimentação. Aprender a deixar de consumir uma determinada quantidade de comida ou de doces tira o sono de quem está de mal com a balança, fazendo com que a dieta seja sempre adiada.

Tentando dar uma forcinha para quem deseja fazer as pazes com a balança e aderir a uma alimentação saudável, a empresa Vaportrim lançou no mercado uma linha de produtos que possui apenas o aroma de guloseimas calóricas como torta de maça, torta de limão, muffin e até chocolate, com o intuito de auxiliar as pessoas que estão tentando perder peso. A ideia é saciar o desejo apenas com o cheiro do alimento. A grande questão é até que ponto isso é aceitável.

Estudos comprovam que 70% do sabor dos alimentos são captados através do olfato. "Apesar de serem derivados de nervos diferentes, o cheiro e o gosto estão intimamente ligados. Muitas vezes só conseguimos saborear algo se a percepção dos aromas está intacta. Já observou que durante um resfriado a comida fica sem gosto?", comenta a nutricionista Hellen Fernandes. "Outro exemplo é que antes saborearmos a comida sempre sentimos o aroma: se este estiver agradável ao nosso olfato comemos com muito prazer, caso contrário nem provamos", completa.

Mas Dra. Hellen alerta que primeiramente as pessoas devem verificar a procedência do fabricante, para saber qual a composição do produto. "Este produto pode disfarçar a vontade de comer guloseimas, mas em contrapartida fornece algum nutriente a este indivíduo? As pessoas devem ter cuidado com a questão psicológica também. Até que ponto pode aceitar este disfarce?"


Para a nutricionista, antes de qualquer coisa, devemos procurar um médico para sabermos qual o melhor método para o tratamento de redução de peso. "Devemos sempre duvidar de produtos ou métodos milagrosos. Qualquer auxílio deve acompanhar uma alimentação saudável e prática de atividade física, pois nenhuma medida ou produto funciona sem estar relacionado a hábitos de vida saudáveis."

Por Flávia França (MBPress)

Comente