Carne vermelha é essencial para uma boa alimentação

Carne vermelha é essencial para uma boa alimentaçã

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

O consumo de carne vermelha sempre gera polêmica quando se fala em saúde ou dieta. Alguns alegam que o alimento é muito prejudicial ao organismo, pois já foi culpado pelo aumento no colesterol e, consequentemente, de doenças como infarto e derrame. Porém, a carne vermelha é ótima fonte de proteínas, vitaminas e sais minerais, podendo ser consumida diariamente, desde que avaliada a saúde da pessoa.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), nutrólogo Dr. Durval Ribas Filho, as carnes vermelhas são alimentos ricos em proteínas de alto valor biológico e em minerais, além de conterem substâncias importantíssimas para o organismo como ferro e vitamina B12. "Durante muito tempo a gordura saturada foi considerada vilá para o coração, e a carne vermelha normalmente tem uma boa quantidade de gordura saturada. Mas essa fama já deveria ter passado, pois a carne vermelha, quando ingerida em até 500 gramas por semana, não demonstrou efeitos maléficos ao organismo", salienta.

As carnes de gado, porco ou até mesmo ovelha, consideradas vermelhas, não têm um substituto único que contenha todas as suas vitaminas. Por isso, elas são indicadas para consumo diário em pessoas com saúde considerada normal. A ressalva fica para o tipo de corte: "A opção deve ser dada aos chamados cortes magros, com menos gordura aparente. Além disso, o consumo ideal é da carne considerada ‘ao ponto’, pois a parte tostada na brasa é rica em substâncias nocivas à saúde, expondo a doenças como parasitoses", explica Dr. Durval.

O consumo de carnes preparadas ‘ao ponto’ não oferece riscos e podem ser excelentes fontes de proteína de alto valor biológico e de ferro, sendo opções saudáveis para dietas balanceadas. Já a carne tostada contém substâncias da classe dos hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, tais como o 3-4 benzopireno - considerado um dos mais potentes agentes cancerígenos.

A atenção deve ser dobrada com carnes processadas, como linguiça, salsicha, salame, mortadela, presunto e bacon, que, por conta do excesso de sal e conservantes, bem como antibióticos e hormônios, causam efeitos negativos à saúde.

O importante em uma dieta balanceada com carne vermelha é respeitar os cuidados e os limites na alimentação. O consumo deve levar em conta as necessidades de cada indivíduo, considerando idade, sexo, atividade esportiva, valor energético, estado nutricional, entre outros fatores.

Conheça bons motivos para comer carne vermelha:

- Rica em proteínas, a carne vermelha possui altos teores de fosfato e aminoácidos, que ajudam a aumentar a força e a predisposição muscular;

- Rica também em mioglobulina, que transporta o oxigênio para as células musculares, permitindo exercícios mais intensos, maior clareza mental e sensação de bem-estar;


- Possui creatina, que ajuda a restaurar ATP (adenosina trifosfato) após o esforço muscular;

- Alimento de efeito antidepressivo, pois conta com alta concentração de fenilalanina;

- Contém todos os aminoácidos essenciais ao corpo humano, além de ser rica em ferro, zinco e vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B12.

Por Carmem Sanches

Comente