Aproveite o melhor da feira

o melhor da feira

Para se ter uma alimentação saudável e equilibrada, não basta ir à feira. É preciso também ter conhecimento dos alimentos ideais, de como escolher, como selecionar e equilibrar bem, certo?

Por essa razão a nutricionista funcional Sílvia Coelho dá dicas de como iniciar o processo. "É sempre melhor optar por frutas e legumes da estação, pelo simples fato de ser menor a utilização de agrotóxicos pelos seus produtores. Compre também frutas, verduras e legumes em tamanho médio. Evite a todo custo, maçãs gigantes ou couve imensas. Certamente esses produtos absorveram muita carga de fertilizantes e pesticidas, fazendo com que o alimento fique em tamanho maior do que o normal", adverte a especialista.

A seguir, Sílvia Coelho relacionou as prioridades que devem ser consideradas:

1) Nunca faça compras com fome! Esse hábito faz você atacar tudo pela frente. Como toda boa feira, nunca faltam salgadinhos, pastéis fritos, bolo, refrigerante...e depois só restará o peso na consciência por ter ingerido as guloseimas sem necessidade;

2) Faça uma lista de compras para levar somente o necessário. Como é tudo muito bonito e fresco, você facilmente irá se empolgar, e levar mais do que irá consumir, desperdiçando assim, tempo e dinheiro;

3) Verifique sempre a higiene da bancada, do vendedor, dos vegetais. Esse precisa estar sempre em perfeito estado de conservação;

4) Mais uma vez, dê preferência a vegetais e frutas da estação.

5)Para verduras, geralmente aconselho levar 3 opções. Por exemplo: alface crespa, rúcula e espinafre.

6) Legumes: quanto mais colorido, melhor. Evite levar vários tipos de tubérculos de uma vez só como: batata doce, batata inglesa, batata baroa, aipim. É ter certeza que não vai dar tempo de utilizar tudo durante a semana, correndo risco de boa parte ir para o lixo, lembrando que geralmente a feira é semanal...

7) Frutas: A recomendação é que você coma pelo menos 4 a 5 frutas ao dia. Como sempre temos muitas opções, compre várias em pequenas quantidades. Assim você ingere nutrientes diferentes, e não desperdiça nada;

8) Não esqueça dos temperos naturais e ervas: alho, cebola, salsinha, orégano, manjericão, cebolinha, tomate, pimentão, é sempre bem vindo, tanto para o seu bolso, quanto para sua saúde. Abandone os temperos artificiais de vez!

Para saber mais sobre a safra dos alimentos, acesse: http://www.ceagesp.gov.br/produtos/epoca/produtos_epoca.pdf


E a nutricionista ainda lembra: quanto mais variedades e mais colorido for seu prato, mais vitaminas, minerais, fitoquímicos você irá ingerir, e consequentemente, mais saúde, disposição, qualidade de vida e menos preocupação com doenças e remédios.

Por Jessica Moraes

Comente