Aposente o refrigerante

Aposente o refrigerante

Um estudo divulgado pelo IBGE na última quinta-feira, 28, mostrou que o refrigerante é uma das bebidas que mais ganha espaço na dieta dos brasileiros. De alto teor energético e com valor nutricional praticamente nulo, o consumo de refrigerante ultrapassa os limites de consumo ideais por dia, enquanto o consumo de frutas, verduras e legumes apresenta uma taxa abaixo do recomendado.

Apesar de possuir muitas substâncias artificiais em sua composição, os principais vilões do refrigerante são o açúcar e o sódio contido nas bebidas gaseificadas. Enquanto o excesso de açúcar pode levar ao acúmulo de gordura nas células, o de sódio retém água, causando inchaço, provocando também o surgimento da celulite.

O açúcar também propicia o surgimento de cáries, principalmente nas crianças. Mesmo as versões diet expõem os dentes a ácidos que podem estragar o esmalte dos dentes.

Os corantes contidos nas bebidas artificiais também são perigosos. Vários deles possuem substâncias cancerígenas, como o benzeno. O consumo de refrigerantes também faz com que as pessoas diminuam significativamente a ingestão de bebidas saudáveis, perdendo nutrientes importantes.

leia também


Além disso, os refrigerantes de cola, em especial, possuem uma quantidade de fosfatos, que em excesso provocam o enfraquecimento dos ossos através da liberação do cálcio, podendo surgir incidência de doenças ósseas, como a osteoporose.

Opções de bebidas mais saudáveis: água mineral (sempre), sucos de frutas naturais, leite e iogurtes líquidos, chás de ervas, frios ou quentes.

Por Jessica Moraes

Comente