Antioxidantes: trabalhando a nosso favor!

vitamina c antioxidante

Para prolongarmos a juventude e mantermos a saúde em dia podemos contar com aliados mais simples do que imaginamos: os antioxidantes. Mas afinal, quem são eles, quais são seus benefícios e onde podemos encontrá-los? Uma substância é classificada como antioxidante quando é capaz de impedir a ação dos radicais livres presentes em nosso organismo.

Os radicais livres não são totalmente prejudiciais. Produzidos em quantidades moderadas, eles auxiliam no combate as bactérias e vírus presentes em nosso corpo. Nosso metabolismo produz inúmeras substâncias para neutralizá-los. Mas, quando produzidos em excesso, passam a danificar rapidamente as células saudáveis, aumentando o risco do desenvolvimento de câncer, doenças do coração e o envelhecimento precoce.

A poluição ambiental, o hábito de fumar, os agrotóxicos, o estresse e a exposição intensiva aos raios solares podem estimular ainda mais a produção dos radicais livres.

Para neutralizar o excesso dos radicais livres no nosso organismo, devemos recorrer as substâncias com propriedades antioxidantes, como os carotenóides (principalmente o betacaroteno e o licopeno), o selênio e as vitaminas C e E.

[quebrapagina]

1- Betacaroteno

Os carotenóides são um grupo de pigmentos naturais responsáveis pela coloração de inúmeros vegetais. Um dos principais carotenóides é o betacaroteno, também conhecido como pró-vitamina A, pois em nosso organismo, ele se transforma em vitamina A, de acordo com a necessidade do mesmo.

O beta-caroteno é encontrado nas frutas e vegetais de cores amarelo-escuros e alaranjados, tais como: abóbora, batata-doce, buriti, caqui, cenoura, damasco seco, manga, pequi, pupunha e nos vegetais de folhas verde-escuras, como: agrião, bertalha, brócolis, couve, espinafre, salsinha.

2 - Licopeno

Substância também pertencente ao grupo dos carotenóides, o licopeno é um antioxidante que está sendo bastante estudado na atualidade, pois acredita-se que o seu consumo previne alguns tipos de cânceres, em especial, o de próstata.

As fontes principais de licopeno são os vegetais de cores avermelhadas, como o tomate maduro, a melancia, a goiaba vermelha e o mamão papaya.

3 - Selênio

O selênio é considerado um oligoelemento, pois precisamos de quantidades muito pequenas por dia para suprirmos nossa necessidade.

Recomenda-se o consumo diário de 55 e 70 microgramas de selênio, respectivamente, para mulheres e homens, acima de 19 anos.

As fontes principais são: carnes, oleaginosas (castanha do Pará, castanha de caju, nozes), cereais integrais, ovos, leite e derivados.

4 - Vitamina C

Denominada quimicamente de ácido ascórbico, a vitamina C é um potente antioxidante e, além disso, aumenta a resistência do corpo às infecções. Dê preferência aos alimentos crus, já que a vitamina C é facilmente destruída pelo calor.

As principais fontes são: acerola, abacaxi, bertalha, brócolis, caju, couve-de-bruxelas, folha de mostarda, goiaba, laranja, limão, morango, murici, pimentão, repolho, salsinha.

5 - Vitamina E

Quimicamente, a vitamina E chama-se tocoferol. E pode ser encontrada nos cereais integrais, oleaginosa, hortaliças, óleo de sementes e, em especial, no óleo de germe de trigo.

As principais fontes de vitamina E são: carnes, óleos vegetais, manteiga, gema de ovo e nozes.

Como observamos, uma alimentação variada, rica em vegetais (frutas, verduras, cereais e oleaginosas) e com um consumo moderado de carnes, leite e ovos é o melhor meio para adquirirmos nutrientes com propriedades antioxidantes e dessa forma, nos mantermos jovens e saudáveis por muitos anos!

Comente