Alimentos termogênicos para acelerar o metabolismo

Alimentos para acelerar o metabolismo

Se você se preocupa com a saúde do seu corpo, precisa conhecer tudo sobre o seu metabolismo! É ele o responsável pelo equilíbrio de todas as reações bioquímicas do organismo e está relacionado com a nossa sensação de bem-estar. Conversamos com a nutricionista funcional e personal diet Luciana Harfenist que nos contou tudo sobre essa peça importante do nosso corpo.

"O metabolismo é o conjunto de reações químicas que ocorrem simultaneamente em nosso organismo. O processo envolve a produção de enzimas e hormônios que dão ritmo à velocidade metabólica", explica a nutricionista. "Pessoas com metabolismo mais alto podem consumir mais alimentos ou fazer menos exercício e manter a mesma composição corporal. Pessoas sedentárias terão um metabolismo mais lento e precisarão comer cada vez menos alimentos para tentar manter o mesmo peso".

O bom é entendermos a necessidade de cuidarmos do nosso metabolismo, parece algo de outro planeta, mas não é. Por exemplo, quando bate aquela vontade de perder peso, muitas pessoas se esquecem de procurar especialistas e acabam plantando suas próprias dietas e colhendo uma saúde prejudicada. Esse tipo de prática, entre outras, devem acompanhar o metabolismo do corpo.

Luciana esclarece: "Para manter o metabolismo em alta, devemos comer de três em três horas. O jejum prolongado faz com que o organismo queime músculo ao invés de queimar gordura. Dessa forma, o metabolismo diminui cada vez mais, tornando a queima de gordura corporal quase impossível". Significa que ficar sem comer muito tempo não adianta de nada e ainda prejudica o equilíbrio do corpo. O certo é comer de pouquinho em pouquinho alimentos saudáveis.

Alimentos com substâncias termogênicas também são excelentes aliados para um bom metabolismo: "Essas substâncias, contidas em certos alimentos, têm a capacidade de aumentar a temperatura corporal e a queima de gordura, ajudando no controle do peso e no emagrecimento", complementa a personal diet.

Se você deseja acelerar seu metabolismo de forma saudável, aqui vão algumas dicas de alimentos termogênicos:

Pimenta vermelha - é rica em capsaicina, uma substância que favorece o aumento da quebra de gorduras no tecido adiposo. Três gramas ao dia como tempero de pratos quentes e saladas são capazes de aumentar o metabolismo em até 15%.

Chá verde (Camellia sinensis) - também favorece a utilização da gordura corporal e atua como fonte de energia, com função de estímulo metabólico. O exercício físico potencializa esses efeitos. Para obter um efeito termogênico, beba quatro xícaras do chá ao dia.

Canela - tem alto teor de cálcio, um mineral importante para o emagrecimento e que aumenta o metabolismo basal. Pode ser utilizada em temperos de pratos salgados e doces.

Guaraná em pó - contém cafeína que é estimulante do sistema nervoso central, o que favorece a aceleração do metabolismo. Pode ser utilizado em cápsulas, sucos e shakes, sempre até as 17 horas para não alterar o sono. A quantidade deve ser individualizada.

Gengibre - pode aumentar o gasto calórico em mais de 10% e pode ser consumido cru, em marinadas, para temperar carnes, aves e peixes, além de ficar ótimo no molho de tomate, sopas de legumes e chá, quando misturado com outras ervas.

Ômega 3 - contido peixes como salmão, sardinha e atum, aumenta o metabolismo basal, melhora a retenção de líquidos e facilita a comunicação entre as células do organismo.

Lembrando que esses alimentos não são indicados para crianças, gestantes, idosos, cardiopatas, hipertensos, diabéticos e pacientes renais crônicos e devem ser utilizados sob orientação médica.

Outros alimentos que também ativam o metabolismo em vários pontos são os naturais e ricos em fibras: "Eles aumentam o trabalho digestivo, por serem ricos em fibras indigeríveis, repercutindo diretamente na saciedade e no metabolismo basal. No intestino, melhoram a microflora intestinal. Além de que são fundamentais para uma ótima absorção de nutrientes, que também ativarão o metabolismo", conta Luciana.

Outra coisa, senão a mais importante, que afeta o metabolismo é o tecido muscular. "Quanto mais músculos você tiver, mais calorias você vai queimar, independente do seu nível de atividade ou da sua idade. Os músculos são tecidos vivos e estão lá para trabalhar para você, queimando calorias 24hs por dia - todos os dias", declara Luciana.

Selecionamos algumas informações importantes pra você:

Frequência das refeições: quanto mais tempo você dá entre as refeições, mais o seu metabolismo diminui para conservar energia.

Nível de atividade: é importante, mas não faz nenhuma diferença se você não compatibiliza a sua alimentação com o seu gasto calórico.

Escolha dos alimentos: por exemplo, as dietas baixas demais em gordura tendem a resultar em baixa produção hormonal o que leva à diminuição do metabolismo.

Hidratação: mais de 70% das funções do corpo acontecem na presença de água. A falta de água faz com que o seu metabolismo pise no freio.

- Genética: algumas pessoas têm um metabolismo naturalmente mais acelerado do que outras. Você não pode mudar a genética, mas pode estimular a aceleração do seu metabolismo.

- Produção e função dos hormônios: é muito pouco provável que você tenha uma tireóide "preguiçosa". Antes de culpá-la, primeiro estabilize o nível de açúcar no sangue (taxa de glicose) e comece progressivamente a praticar exercícios se duas a três vezes por semana.


- Estresse: o estresse também pode diminuir o seu metabolismo por colocar o seu organismo em estado de tensão. Além disso, muitas pessoas tendem a comer mais quando estão estressadas.

Agora que você já sabe como manter a máxima eficiência do seu metabolismo, não perca tempo e cuide de sua saúde. Se sentir que precisa mudar seu peso ou massa muscular, faça isso de forma saudável, preferivelmente acompanhada de uma nutricionista.

Por Alessandra Vespa (MBPress)

Comente