Alimentos que rebatem o excesso de sódio

Alimentos que rebatem o excesso de sódio

Foto: the food passionates/Corbis

Tudo o que é em demasia faz mal. E o sal não fica de fora. Ele é um dos responsáveis por doenças graves como hipertensão. No mundo, esse problema mata 7,6 milhões de pessoas e, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou em maio deste ano, atinge um em cada três pessoas no mundo.

Aqui no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde, cerca de 30 milhões de pessoas sofrem de hipertensão e 300.000 morrem por ano. Outro dado alarmante é que existem 12 milhões de brasileiros que ainda não descobriram que têm a doença.

É fato que o excesso de sal faz muito mal para o organismo, mas, nem por isso, podemos abolir o ingrediente da alimentação. Segundo o nutrólogo André Veinert, especialista em emagrecimento pela Clínica Health Me Gerenciamento de perda de peso, o sal é essencial ao nosso organismo.

"Ele é responsável pelas sinapses (impulsos nervosos nos neurônios) e pela regulação de líquidos dentro e fora das células e também está diretamente ligado à contração muscular, inclusive do miocárdio (coração)", explica. "O sal (cloreto de sódio) pode potencializar problemas de saúde somente se acrescido exageradamente aos alimentos", completa.

Além do sal excessivo, alimentos industrializados, por conterem muitos conservantes e corantes, e frituras, que são ricas em gorduras saturadas, são outros itens que podem fazer muito mal ao organismo e provocar um aumento de sódio no sangue, a chamada hipernatremia.

"Quando isso acontece, a pessoa acaba sentindo muita sede e compensa o excesso de sódio se hidratando mais. Porém, isso pode levar à retenção hídrica e sinais como edema de pernas, mal estar, dor de cabeça e falta de ar (nos casos mais graves)", explica o nutrólogo. "Esse processo aumenta a pressão arterial e pode levar a quadros mais graves como AVC (Acidente Vascular Cerebral ou derrame) ou ICC (Insuficiência Cardíaca)", alerta.

André conta que para "rebater" esse excesso de sódio o grande segredo é apostar numa alimentação balanceada, rica em frutas, verduras, legumes e bebidas como sucos naturais e chás. "Aposte em itens como melão, melancia, abacaxi, berinjela e chuchu. Também procure temperar a comida com ervas e temperos naturais, que destacam mais o sabor do alimento e não possuem alto teor de sal."


A recomendação da OMS é que se consuma diariamente de 4g a 6g de sal (quatro a seis sachês, sendo que um sachê de 1g de sal possui 0,4g de sódio). Mas o brasileiro consome em média 9,6g de sal por dia, segundo dados do Ministério da Saúde. "Por isso, muito cuidado na hora de temperar saladas ou preparar os alimentos. O sal light pode ser uma opção, mas pessoas com problemas renais devem tomar cuidado, pois ele possui alto teor de potássio", diz o especialista.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente