Alimentação x Barriga

Alimentação x Barriga

A parte que mais incomoda as pessoas que estão em fase de emagrecimento é a famosa barriguinha. Geralmente, por mais que se faça, ela sempre está ali atrapalhando.

Muito pode ser feito para modelar o abdômen, porém devemos estar cientes que somente exercícios não resolvem muita coisa. Exercícios não servem para perder barriga. Eles fortalecem a musculatura abdominal, mas deixam intacta a camada de gordura à sua frente. Portanto, não adianta fazer exercícios abdominais o dia inteiro que sua barriga não irá sumir.

Os principais vilões da barriga são: bebidas alcoólicas, deitar após as refeições, doces e frituras em excesso, além do sedentarismo. A ingestão excessiva de alimentos e líquidos em porções exageradas, também é prejudicial, pois resulta no aumento do estômago o que o torna incapaz de armazenar uma quantidade insuficiente de alimentos fazendo com que nunca se sinta saciado.

Parte do que ingerimos é absorvido pelo organismo, outra parte é excretado e outra é armazenada, onde geralmente o material que armazenamos se transformará em gordura, que ficará localizada na região abdominal. Outro fator que faz com que apareça a barriga, é o mau funcionamento intestinal.

Para diminuir o volume do estômago e queimar as gordurinhas indesejáveis, é necessária uma reeducação alimentar, sendo composta por 5 a 6 refeições, fracionada em pequenas porções, além de associar exercícios físicos aeróbicos de 3 a 4 vezes por semana com período de 40 minutos. No caso intestinal, deve ser acrescentada maior quantidade de alimentos fibrosos na alimentação e maior ingestão diária de líquidos, no mínimo 2 litros.

O maior fracionamento da dieta também contribui para um melhor funcionamento intestinal, uma vez que com ele o estímulo da função intestinal será constante. É também necessário evitar os alimentos causadores de gases.

Comente