Açúcar mascavo ou refinado?

Açucares são tantas as opções mas qual a mais saud

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

Um dos grandes dilemas na hora de fazer dieta ou adotar por uma alimentação mais equilibrada é escolher qual a melhor opção para adoçar os alimentos. A maioria dos médicos indica adoçante, mas será mesmo a opção mais saudável? Conheça os vários tipos de açúcares e suas características.

As principais diferenças entre o açúcar cristal, refinado, demerara, orgânico e mascavo aparecem no gosto, na cor e na composição. Basicamente, quanto mais escuro é o açúcar, mais vitaminas e sais minerais contem, além de estar mais perto do seu estado brito.

A cor branca significa que o açúcar recebeu aditivos químicos no último processo da fabricação, o refinamento. Apesar de esses aditivos melhorarem a aparência do alimento, também tiram a maioria dos nutrientes.

Só para dar um exemplo, em 100 gramas do açúcar mascavo, existem 85 miligramas de cálcio, 29 miligramas de magnésio, 22 miligramas de fósforo e 346 miligramas de potássio. Para comparar, na mesma quantidade de açúcar refinado, encontra-se no máximo 2 miligramas de cada um desses nutrientes.

A matéria-prima do açúcar é a cana. Além da cana, há açúcar nas frutas e no milho (a frutose) e no leite (a lactose). A beterraba é outra fonte de açúcar, mas tem um processo de extração diferente, muito popular na Europa, pois lá não tem cana.

Entenda as diferenças entre os principais tipos de açúcares e adoçantes:

Açúcar Refinado - Apresenta cor branca e cristais finos, com dissolução rápida, utilizado no consumo doméstico;

Açúcar de Confeiteiro - É obtido da moagem maior do açúcar refinado, com acréscimo de 3% de amido, para evitar a agregação dos cristais. É branco e bastante fino;

Açúcar Cristal - Não passa por algumas fases de refino, o que resulta em pequenos cristais, de cor branca;

Açúcar Mascavo - É a forma não refinada, de cor marrom e sabor parecido com o da rapadura;

Açúcar Demerara - De cor similar ao mascavo, passa pelo processo de secagem, em que há maior perda de água e é mais concentrado, razão de ser mais doce;

Açúcar Orgânico - É produzido sem adubos e fertilizantes químicos. A produção industrial não utiliza cal, ácido fosfórico, folímetro, nem enxofre;

Xarope Invertido - É um xarope feito a partir do açúcar comum. É obtido pela ação de ácidos e uma enzima na sacarose, o que resulta na quebra da molécula de sacarose em glicose e frutose. Melhora ao processo de produção de refrigerantes, biscoitos, sucos, sorvetes, molhos e doces em geral. Seu uso na fabricação de balas evita a cristalização do açúcar

O perigo dos adoçantes

Pesquisadores apontam que o perigo do aspartame está no seu alto poder tóxico, já que é uma neurotoxina, ou seja, uma droga que destrói neurotransmissores que compõem o sistema nervoso.

O aspartame é formado por ácido aspártico, fenilalanina e metanol. As duas primeiras substâncias, de acordo com pesquisas, causam respectivamente lesões cerebrais e bloqueiam a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pelas sensações de bem estar. Níveis baixos de serotonina provocam insônia, depressão e mau humor.


Já o metanol, considerada a mais nociva entre as substâncias que compõem o aspartame, é convertido, depois de ingerido, em formaldeído e ácido fórmico, duas substâncias tóxicas que afetam o funcionamento normal do cérebro.

Por Carmem Sanches

Comente