A polêmica dieta sem glúten

A polêmica da dieta sem glúten

Miley Cyrus mais magra - foto: reprodução

Algumas atrizes exibem um corpo invejável, que muitas mulheres sonham em ter. E muitas dessas atrizes conseguem tal feito por um método em comum: o da dieta sem glúten, que é motivo de polêmica entre alguns especialistas.

Celebridades como Gwyneth Paltrow, Zooey Deschanel e Miley Cyrus são algumas das adeptas dessa dieta, que consiste em cortar das refeições qualquer alimento com glúten, proteína que está presente em boa parte dos alimentos: massas, pães e pizzas, além do centeio, da aveia e da cevada (incluindo a cerveja).

Miley Cyrus, por exemplo, recebeu críticas pela rápida e notável perda de peso. Ela explicou em sua página no Twitter que precisou restringir a alimentação por conta de uma alergia ao glúten e à lactose. "A todos que estão me chamando de anoréxica, quero dizer que tenho alergia a esses elementos. O problema em questão não é peso, mas saúde", afirmou.

Miley ainda recomendou a dieta aos seus seguidores no microblog, inclusive os que não têm problemas de saúde. "Todo mundo deveria ficar sem glúten por uma semana. As mudanças físicas e mentais são incríveis, vocês não vão se arrepender", declarou.

Motivo para alimentar ainda mais a polêmica. Cortar de vez o glúten da alimentação é uma medida que divide opiniões entre os especialistas em nutrição.

Alguns acreditam que um cardápio sem glúten facilita as funções do intestino e, por consequência, melhora também o bem-estar físico. Entretanto, existe o time dos que defendem que a ausência desta proteína não faz a menor diferença para quem não sofre da alergia que causa inflamações no intestino.


Vera Lúcia Sdepanian, especialista em doença celíaca (inflamação no intestino causada por uma alergia ao glúten), explica que as pessoas que retiram alimentos com glúten da dieta perdem peso porque boa parte desses alimentos são calóricos, mas isso não muda as funções do intestino para quem não tem problemas com a ingestão.

Por Jessica Moraes

Comente